Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Imagens mostram o acidente que tirou a vida de Jesse e do cão nos EUA
Jesse e o cão viajavam em um fusca e perderam a vida no estado de Oregon nesta segunda-feira, dia 23. Eles estavam a dois dias de chegar ao destino da grande aventura.
Oeste Mais
por  Oeste Mais
25/05/2022 12:45 – atualizado há 53 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

As imagens a seguir mostram o grave acidente de trânsito que tirou a vida de Jesse Kozechen, de 29 anos, morador de Balneário Camboriú (SC) e seu cachorro de estimação, Shurastey, nesta segunda-feira, dia 23, em Oregon, nos Estados Unidos.

Reprodução/Redes Sociais

De acordo com o site Mail Tribune, o Fusca ocupado pelo rapaz e o cão bateu contra um Ford Escape SUV, que seguia na pista contrária. Os ocupantes do outro veículo sofreram ferimentos leves.

Reprodução/Redes Sociais

Jesse viajava há 5 anos em seu Fusca 1978, com o qual percorreu mais de 85 mil quilômetros e passou por 17 países.

Todas as passagens foram registradas em suas redes sociais. Além da conta no Instagram, que acumula atualmente quase meio milhão de seguidores, o jovem mantinha vídeos semanais em seu canal no YouTube.

Reprodução/Redes Sociais

A dupla estava a menos de dois dias de chegar ao Alasca, destino final da aventura. As viagens faziam parte de um projeto chamado “Shurastey or Shuraigow?” adaptação inspirada na música “Should I Stay or Should I Go” (traduzido do inglês Devo Ficar ou Devo Ir).

Nas redes sociais, familiares e diversos amigos da dupla deixaram mensagens de luto a Jesse e Shurastey. Entre as mensagens está a de Rubinho Barrichello, que também chegou a pilotar o Fusca de Jesse em um dos vídeos divulgados.

Dinheiro para trazer corpos de Jesse e cão Shurastey ao Brasil foi arrecadado em três horas

Em questão de três horas foi alcançada a meta da vaquinha criada para trazer ao Brasil os corpos de Jesse e o cão Shurastey, vítimas de acidente de trânsito nos Estados Unidos. O objetivo era arrecadar R$ 120 mil e uma verdadeira corrente do bem se formou quando a informação da morte da dupla de viajantes foi divulgada.

Um casal de Blumenau Roana Petri Celeste e Anderson Diego Strutz organizou a vaquinha e está empenhado nos processos burocráticos para o translado dos corpos. Eles também estavam se aventurando pela América do Norte e acompanhavam, em outro veículo, Jesse e Shurastey quando houve a colisão.

"Fizemos tudo que estava ao nosso alcance para salvá-los, mas infelizmente eles faleceram no local" — diz uma publicação do casal nas redes sociais.

Ainda não há informações sobre quando os corpos devem deixar o estado do Oregon rumo ao Brasil. Também não se sabe onde os amigos de jornada serão enterrados. Antes de partirem rumo ao Alasca, a dupla morava em Balneário Camboriú, no Litoral Norte de SC.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE