Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Governo de SC cria linha de crédito para apoiar suinocultores independentes
Produtores poderão contratar financiamentos bancário de até R$400 mil e Governo do Estado pagará juros de até 5% ao ano.
Secom/SC
por  Secom/SC
27/04/2022 19:51 – atualizado há 4 horas
Continua depois da publicidadePublicidade

Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural lança linha de crédito emergencial para minimizar prejuízos de suinocultores independentes. O Projeto Especial de Subvenção de Juros em apoio à Suinocultura Catarinense contará com recursos do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa e vai apoiar o setor produtivo, que enfrenta prejuízos devido ao aumento nos custos de produção.

“Esta é mais uma demonstração de suporte ao setor produtivo catarinense. Com apoio dos deputados estaduais, construímos um programa que atende a demanda dos suinocultores independentes e traz um fôlego para que milhares de famílias possam seguir produzindo alimentos de qualidade. Estamos ao lado dos produtores para a superação de todos os desafios”, destacou o governador Carlos Moisés.

Com o Projeto de Subvenção Emergencial para Suinocultura, os produtores poderão contratar financiamentos de até R$400 mil junto ao agente bancário para custeio pecuário e o Governo do Estado pagará os juros num limite de 5% ao ano. A medida é válida para produtores não integrados e enquadráveis no Pronaf ou no Pronamp.

“Essa proposta foi construída numa parceria do Estado e da Comissão da Agricultura da Assembleia Legislativa, numa forma de atender aos produtores independentes e minimizar a situação do setor produtivo. O Projeto será na modalidade de subvenção de juros, que é comum nos programas da Secretaria da Agricultura e os suinocultores poderão acessar até R$ 400 mil para custeio pecuário. É um gesto importante do Governo do Estado”, ressalta o secretário da Agricultura, Ricardo Miotto.

O crédito emergencial atende a uma demanda do setor produtivo, que sofre com a alta nos insumos, principalmente grãos. Segundo a Associação Catarinense de Criadores de Suínos, os custos de produção chegam a R$8/kg de suíno, enquanto a comercialização gira em torno de R$ 4,70.

O novo programa de apoio foi aprovado pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural (Cederural) nesta quarta-feira, 27.

Como funcionará

Para participar do Projeto, os suinocultores deverão se inscrever na Secretaria Municipal da Agricultura. A priorização dos beneficiários será realizada com base na lista de inscrição e definida em conjunto pela Secretaria Municipal de Agricultura, Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Epagri.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A formalização de participação no Projeto deverá ser realizada nos Escritórios Municipais da Epagri, que efetuará o Pré-enquadramento do produtor, no qual deverá constar o valor pretendido de financiamento.

É importante lembrar que cada propriedade rural terá direito à subvenção de juros para um projeto, independentemente do número de unidades de produção instaladas.

Suinocultura em Santa Catarina

Santa Catarina é o maior produtor e exportador de carne suína do Brasil, com acesso aos mercados mais competitivos do mundo. O estado conta com oito mil suinocultores, sendo que 15% trabalham de forma independente, ou seja, não participam do sistema de integração com as agroindústrias.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE