Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Mulheres vítimas de violência doméstica terão prioridade para matricular ou transferir filhos em escolas estaduais do RS
Para entrar em vigor, a matéria precisa ser sancionada pelo governador Ranolfo Vieira Junior.
Rádio Guaiba
por  Rádio Guaiba
26/04/2022 18:03 – atualizado há 6 horas
Continua depois da publicidadePublicidade

Com 49 votos favoráveis e nenhum contrário, os deputados estaduais aprovaram, nesta terça-feira, o Projeto de Lei (PL146/2019), de autoria do deputado Airton Lima (Podemos), que dá prioridade para que as mulheres vítimas de violência doméstica possam matricular ou transferir os filhos ou crianças e adolescentes sob a guarda delas nas escolas estaduais no Rio Grande do Sul. Para entrar em vigor, a matéria precisa ser sancionada pelo governador Ranolfo Vieira Junior.

Foto: Joel Vargas/Agência ALRS

Conforme o texto, para garantir o direito de preferência previsto nesta proposição, a mulher deve apresentar cópia do boletim de ocorrência (BO) constando a descrição dos fatos e a intenção de representar judicialmente contra o suposto agressor ou cópia da decisão judicial que concedeu medida preventiva.

Como justificativa para a matéria, o deputado Airton Lima citou um levantamento do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) apontando que, em 2017, a Corte, com mais de 66 mil processos, era a segunda do país em número de novos casos de violência doméstica contra as mulheres.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE