Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Iniciam nesta sexta-feira, 29, o VIII Fórum Norte Gaúcho do Trigo e o IX Fórum Norte Gaúcho do Milho
Evento presencial será no Centro Comunitário Centenário, em Getúlio Vargas. Dias 2 e 3 de junho o formato será online.
Assessoria
por  Assessoria
25/04/2022 13:50 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Inicia nesta sexta-feira, 29 de abril, a programação do VIII Fórum Norte Gaúcho do Trigo e o IX Fórum Norte Gaúcho do Milho. Neste dia, os eventos são de forma presencial no Centro Comunitário Centenário, em Getúlio Vargas, das 8h às 16 horas; e, nos dias 2 e 3 de maio, em formato online, com palestras sendo transmitidas pelo canal de Youtube e Facebook do Fórum Norte Gaúcho e entidades parceiras.

O evento, que tem como foco repassar informações para gerar mais renda ao produtor rural e fortalecer o agronegócio, é promovido pelo Sindicato Rural de Getúlio Vargas, Prefeitura de Getúlio Vargas, Associação Comercial, Cultural, Industrial, de Agropecuária e de Serviços de Getúlio Vargas - ACCIAS, Faculdades Ideau, Emater-Ascar/RS e Associação dos Engenheiros Agrônomos de Getúlio Vargas. Ingressos podem ser adquiridos no Sindicato Rural de Getúlio Vargas.

São patrocinadores do evento: Ouro – Senar e Lindsay; Prata - Pioneer, Bayer, Dekalb, Agroceres; Bronze - Sicredi, Biotrigo, Cotrijal, Adubos Coxilha, Brevant, Banco do Brasil.

PROGRAMAÇÃO

Dia 29 de Abril – Presencial – Centro Comunitário Centenário

7h30 - Credenciamento

8h30 - Abertura Oficial

9h - Tema: “Microbiologia de solos e o uso de bioinsumos na agricultura"

Palestrante: Anderson Ferreira

Pesquisador na área de Ecologia e Genética Microbiana na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa Trigo. Foi Chefe de Pesquisa e Desenvolvimento na Embrapa Agrossilvipastoril. Foi pesquisador na área de Ecologia e Genética Microbiana em Sistemas Integrados de Produção na Embrapa Agrossilvipastoril. É professor e orientador na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), no curso de pós-graduação em Agronomia. Foi professor e orientador na UFMT, no curso de pós-graduação em Ciências Ambientais. Foi supervisor III na área de Pesquisa e Desenvolvimento na Embrapa Agrossilvipastoril. Foi Secretário executivo do Comitê Interno de Biossegurança na Embrapa Agrossilvipastoril . Foi Secretário executivo do comitê de publicações na Embrapa Agrossilvipastoril Pós-graduado em Gestão MBA Doutor em Genética. Mestre em Genética. Especialização em Biotecnologia. Trabalhou na (Epagri) Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina S.A. Possui graduação em Ciências Biológicas Ênfase Em Biotecnologia pela Universidade do Vale do Itajaí (1999-2003). Tem experiência em gestão de equipes de ciência e tecnologia voltada a agropecuária. Tem experiência na área de gestão na área de pesquisa cientifica e desenvolvimento. Continua atuando em pesquisas nas áreas de Genética molecular, com ênfase em Genética de Microrganismos, principalmente nos seguintes temas: Microbiologia de solos em sistemas integrados de produção, Ecologia e Genética Microbiana, FBN em gramíneas, Controle biológico, além de estudos de interação de microrganismos com plantas sob Sistemas Integrados de Produção.

10h - Tema: “Perspectivas do clima para 2022 e sua tendência para 15 anos”

Palestrante: Luiz Carlos Molion

Bacharel em Física pela USP, Brasil, PhD em Meteorologia pela Universidade de Wisconsin, USA, pós-doutor em Hidrologia de Florestas pelo Instituto de Hidrologia, Inglaterra, e acadêmico do Instituto de Estudos Avançados de Berlin (Wissenschaftskolleg), Alemanha, desde 1989. É pesquisador aposentado do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCT), onde foi diretor de Ciências Espaciais e Atmosféricas, professor aposentado da Universidade Federal de Alagoas e professor colaborador da Pós-graduação em Clima e Ambiente, Universidade de Évora, Portugal. Foi representante da América do Sul na Comissão de Climatologia da OMM de 1997-2010 e, dentre outras premiações, condecorado com a Medalha Júlio Redecker em 2013 pela Cindra/Congresso Nacional e Cordão de Honra ao Mérito pela ALESP em 2019 por serviços prestados ao Estado e à Nação. Atualmente, se dedica a consultorias e a proferir palestras sobre Variabilidade e Mudanças Climáticas, Diagnóstico e Prognósticos Climáticos, Energias Renováveis, Dessalinização de Água e Desenvolvimento Regional.

11h15 - Tema: “Análise e perspectivas para o mercado do trigo e milho”

Palestrante: Antônio Da Luz

Economista, Mestre em Economia e Doutorando em Economia do Desenvolvimento pela PUC-RS, além de ser pós-graduado em Master Business Economics e também Derivativos Financeiros.

Atua como Economista-Chefe do Sistema Farsul e também Professor Titular das disciplinas de Comercialização e Microeconomia em cursos de Pós-Graduação (Especialização e MBA) na ESPM. Atuou como economista da Agenda 2020 e também como Corretor de Bolsa de Valores Mobiliários. Antônio da Luz é um dos 89 economistas brasileiros e estrangeiros que são consultados pelo Banco Central para elaboração do Relatório Focus com as expectativas de mercado para PIB, Inflação, Juros, Câmbio, etc. Foi eleito em 2017 como Economista do Ano pelo Corecon-RS. Recebeu a Medalha Assis Brasil do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

12h30 – Almoço

13h30 - Tema: “Gestão de recursos hídricos para a irrigação”

Palestrante: Alexandre Swarowski

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria, mestrado em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Santa Maria e doutorado em Ciência do Solo pela Universidade da Califórnia, Davis. Foi professor e coordenador do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Franciscana. Atualmente é Professor no Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UFSM, onde leciona as disciplinas de Gestão de Recursos Hídricos e Dinâmica de Água e Contaminantes em Bacias Hidrográficas. Presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica dos Rios Vacacaí e Vacacaí-Mirim, tem experiência na área de Gestão de Recursos Hídricos, Engenharia Agrícola e Ambiental, com ênfase em Conservação de Solo e Água, transporte de água e contaminantes em Bacias Hidrográficas. Como líder do Grupo de Pesquisa em Água e Solo, atua principalmente nos seguintes temas: tecnologias de conservação do solo e da água, manejo de bacias hidrográficas, conteúdo de água no solo e fluxo preferencial de água no solo.

Tema: “Manejo da irrigação: o uso de sensores na decisão de quando e quanto irrigar”

Palestrante: Mirta Teresinha Petry

Graduada em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria (1997), com mestrado em Agronomia e doutorado em Ciência do Solo, também na UFSM, em 2004. Atualmente exerço a função de Professor Associado II, no Departamento de Engenharia Rural, onde leciona as disciplinas Irrigação e Drenagem, Manejo, Programação e Manejo da irrigação e Dimensionamento e operação de sistemas de irrigação. Atuo também no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, lecionando as disciplinas de Irrigação Pressurizada (aspersão e localizada) e Relação Solo-Água-Planta. É líder do Grupo de Pesquisa "Manejo da Água em Sistemas Agrícolas" desde 2018. Na investigação, atuo principalmente na gestão da irrigação, com foco no uso de ferramentas e tecnologias que visem a otimização do uso da água; atuo também na modelação das água-produção, para diferentes manejos de irrigação e das estratégias de convivência com veranicos e secas.

Tema: “Água na agricultura do RS: um olhar para dentro do clima e do produtor gaúcho”

Palestrante: Nereu Augusto Streck

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Santa Maria e PhD em Agronomia pela Universidade de Nebraska - Lincoln, Estados Unidos da América. Atualmente é Professor Titular na Universidade Federal de Santa Maria. Em seu Currículo Lattes tem 261 artigos científicos publicados em revistas nacionais e internacionais, 16 livros publicados, mais de 300 trabalhos em Congressos Científicos, mais de 250 consultorias científicas no sistema CNPq do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, e já orientou 59 dissertações de Mestrado, 33 teses de Doutorado e mais de 200 alunos de graduação em iniciação científica, inovação tecnológica e extensão rural. É pesquisador Nível 1A do CNPq, o mais alto nível de pesquisador no sistema nacional de pesquisa do Brasil, e em 2019 foi agraciado com o Prêmio Destaque Extensionista Docente 2019 pela Universidade Federal de Santa Maria pelos relevantes trabalhos de extensão rural junto a produtores rurais brasileiros e escolas do campo.

Case de produtores

16h - Encerramento

Dia 02 de maio (segunda-feira) - Online – Canal do Youtube e Facebook

19h30 - Tema: “Doenças em trigo e milho: como se preparar e manejar adequadamente”

Palestrante: Carlos Alberto Forcelini

Possui graduação em Agronomia pela Universidade de Passo Fundo, Mestrado em Fitopatologia pela Universidade de São Paulo e Doutorado em Fitopatologia pela Universidade da Flórida.

Forcelini foi professor e pesquisador da UPF por 35 anos. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: controle, epidemiologia, tecnologia de aplicação e doenças em cereais de inverno e soja.

Dia 03 de maio (terça-feira) - Online – Canal do Youtube e Facebook

19h30 - Tema: “Agricultura de precisão: gestão de tomada de decisão e inovação na produção de trigo e milho”

Palestrante: Christian Bredemeier

Professor Associado (UFRGS), Mestre em Fitotecnia (UFRGS), Doutor em Nutrição de Plantas/Agricultura de Precisão (Universidade Técnica de Munique, Alemanha). Presidente da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão e Digital (CBAPD/MAPA). Vice-diretor Científico da Associação Brasileira de Agricultura de Precisão e Digital (AsBraAP). Coordenador do Grupo de Estudos em Agricultura Digital (GEAD/UFRGS)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE