Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Gente
Desembargador gaúcho concorre a vaga de ministro do TST
O Pleno do TST escolheu na tarde desta sexta-feira (11) os três nomes que concorrem à vaga.
Imprensa Tribunal Regional do Trabalho RS
por  Imprensa Tribunal Regional do Trabalho RS
11/02/2022 17:21 – atualizado há 28 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O desembargador Francisco Rossal de Araújo, atual presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-RS), está na lista tríplice para o cargo de novo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST). O Pleno do TST escolheu na tarde desta sexta-feira (11) os três nomes que concorrem à vaga. Além de Rossal, foram indicados os desembargadores Sérgio Pinto Martins, do TRT da 2ª Região (SP), e Wolney de Macedo Cordeiro, do TRT da 13ª Região (PB).

Crédito: Secom/TRT-RS

A vaga em aberto é destinada a magistrado de carreira e decorre da aposentadoria do ministro Alberto Bresciani. A lista com os três nomes segue para apreciação do presidente da República, a quem caberá escolher um deles.

Natural de Alegrete (RS), Francisco Rossal de Araújo tomou posse como juiz do Trabalho substituto da 4ª Região em 27 de setembro de 1990. Em 22 de junho de 1993, assumiu a titularidade da 1ª Vara do Trabalho (VT) de Erechim. Também foi titular da VT de São Gabriel, da 27ª VT de Porto Alegre, da VT de Rosário do Sul e da 16ª VT de Porto Alegre. Tomou posse como desembargador em 28 de maio de 2012. Foi vice-presidente do TRT-RS no biênio 2020/2021 e é o atual presidente da Corte, no biênio 2022/2023.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE