Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Santa Catarina
Policial militar de São Paulo, morto em serviço, será sepultado em Concórdia
Juliano Ritter levou um tiro na nuca perto de uma base comunitária em São Vicente. Ritter queria visitar a família que mora em Concórdia, trocou o dia de folga e foi trabalhar.
R7/Redação
por  R7/Redação
30/11/2021 11:30 – atualizado há 25 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O policial militar Juliano Ritter, de 31 anos, foi morto com um tiro na nuca em São Vicente, no litoral de São Paulo, no domingo (28). O soldado foi baleado enquanto conversava com um ambulante perto de uma base comunitária próxima a uma comunidade em São Vicente, litoral de São Paulo. O corpo do policial será sepultado na tarde desta terça-feira em Concórdia,  cidade natal e onde reside a família.

Divulgação

Ritter queria visitar a família. Por isso, trocou o dia de folga e foi trabalhar. O suspeito se aproximou e efetuou alguns disparos contra a equipes, acertando a vítima na cabeça. Para defendê-los, a policial revidou os disparos, mas o suspeito conseguiu fugir, sentido México 70. As autoridades suspeitam que o tiro tenha sido feito pelas costas do soldado. Equipes da Polícia Militar buscam pelo homem autor do disparo. O caso foi registrado no plantão Policial da Delegacia Sede de São Vicente, e será investigado.

Juliano chegou a ser socorrido, passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...