Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
IMA realiza operação e resgata aves ameaçadas de extinção em Rodeio
A ação ocorreu após recebimento de denúncia, que indicava o comércio ilegal dos animais.
Governo SC
por  Governo SC
03/11/2021 15:51 – atualizado há 29 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O Instituto do Meio Ambiente dde Santa Catarina (IMA) realizou operação de fiscalização no município de Rodeio e resgatou 13 pássaros da espécie cardeal-amarelo (Gubernatrix cristata), ave globalmente ameaçada de extinção. A ação ocorreu após recebimento de denúncia, que indicava o comércio ilegal dos animais. Com o apoio da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais (DCRA), da Polícia Civil de Santa Catarina, a equipe do IMA, composta por técnicos da Gerência de Biodiversidade e Florestas e (GEBIO) e da Gerência de Fiscalização (GEFIS), conseguiu localizar os infratores e resgatar os passarinhos.

Fotos: Divulgação/IMA


Somente neste ano, o IMA recebeu 513 aves, oriundas de apreensões no estado de Santa Catarina, para reabilitação no Centro de Triagem de Animais Silvestres - CETAS, localizado no Parque Estadual do Rio Vermelho.

O cardeal-amarelo é uma espécie emblemática e muito visada pelo tráfico de fauna silvestre, devido à sua beleza e canto melodioso, o que culminou na drástica redução de sua população, que no Brasil é estimada em apenas 50 indivíduos. Em decorrência disso, o cardeal-amarelo hoje consta na lista de espécies da fauna brasileira ameaçada de extinção, na categoria 'criticamente ameaçada' (CR), e é espécie alvo do Plano de Ação Nacional para Conservação das Aves dos Campos Sulinos, do qual o IMA é uma instituição colaboradora.

As aves resgatadas foram destinadas pelo IMA ao Parque das Aves, em Foz do Iguaçu (PR), para, inicialmente, passarem por uma avaliação clínico sanitária, e então serem encaminhadas a instituições que compõem o Grupo de Trabalho para o cardeal-amarelo, dentro do Programa de Manejo ex situ de Espécies Ameaçadas, por meio da cooperação técnica estabelecida entre Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente (ICMBio-MMA) e a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB). Para dar destinação às aves, o IMA também contou com o apoio do Hospital Veterinário da UNISOESC de Joinville.

Fotos: Divulgação/IMA


Segundo Paloma Bosso, coordenadora do Studbook da espécie, essa ação conjunta entre diferentes instituições, incluindo tanto as que atuam na área de ocorrência da espécie, quanto os que atuam em zoológicos, permite otimizar os esforços para a conservação integrada da espécie. "São justamente estas ações coletivas, que reúnem diferentes atores, que nos possibilitam agir de modo mais amplo e eficaz, para que a espécie possa ter menos chances de entrar em extinção. Ninguém faz conservação sozinho, e estes esforços coletivos são a maior prova disso! Há um time grande de pessoas, cada qual em sua área de expertise, dedicado a oferecer os melhores cuidados e procedimentos no manejo, não só da espécie, mas a cada indivíduo", comentou.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...