Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia
Leilão de veículos retirados da frota do Estado arrecada R$ 1,5 milhão
O leilão de veículos dá sequência ao processo de modernização e redução de custos da máquina pública em curso no governo estadual.
Ascom SPGG
por  Ascom SPGG
15/10/2021 21:10 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Leilão de veículos retirados da frota do Estado gerou aos cofres estaduais receita de R$ 1.559.387. O valor supera em mais de 100% o previsto nas duas etapas do processo, compostas por lotes de veículos automotores recuperáveis e irrecuperáveis pertencentes a diferentes órgãos da Administração Pública Estadual.

Na licitação, realizada em 28 de setembro por intermédio da Subsecretaria Central de Licitações (Celic), vinculada Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), os 91 lotes de veículos recuperáveis, com direito à circulação, avaliados inicialmente em R$ 439.752, foram arrematados por R$ 905.987.

Dos 159 lotes de veículos irrecuperáveis, foram arrematados 154 lotes, disputados por Centros de Desmanches de Veículos Automotores, Comércio de Peças Usadas e Reciclagem de Sucata (CDV), e empresas de outros Estados com atividades de desmontagem de veículos automotores terrestres destinados à comercialização. Avaliados em R$ 266.630, os lotes foram arrematados por R$ 653.400.

Para a subsecretária da Celic, Marina Dacroce, “o êxito da licitação está relacionado ao devido planejamento, às avaliações adequadas, ao agrupamento significativo dos bens em um único edital e à correta condução da sessão, o que tornou o certame mais atrativo e disputado, trazendo otimização para a gestão e efetividade nas entregas”.

O leilão de veículos dá sequência ao processo de modernização e redução de custos da máquina pública em curso no governo estadual, já que a alienação de bens inservíveis à administração é medida eficiente de gestão e reduz os custos do governo estadual.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...