Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia
Internacional quer construir arranha-céus ao lado do Beira-Rio
Construção de torres ao lado do Gigante depende de mudanças na lei.
Jornal do Comércio
por  Jornal do Comércio
28/09/2021 21:17 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O Sport Club Internacional quer construir duas torres - uma com 130 metros de altura e outra com 80 metros - num terreno de 2,5 hectares onde hoje fica um estacionamento ao ar livre, próximo ao portão 7 do Estádio Beira-Rio. Os prédios teriam uso comercial e também residencial, segundo publicação do Jornal do Comércio.

HYPESTUDIO/DIVULGAÇÃO

O projeto imobiliário não é novidade - há anos o clube manifesta a intenção de dar outro uso para aquele terreno. Entre o Natal e o Ano Novo de 2008, a Câmara Municipal autorizou o Inter a construir três torres no terreno - um hotel, espaço para treinamento e centro de medicina esportiva -, desde que respeitando a altura de 52 metros definida no Plano Diretor. A justificativa para a mudança da lei e a concessão de índices construtivos era garantir recursos para que o clube reformasse o Beira-Rio, estádio da Copa do Mundo de 2014.

Ao fim, a proposta de construir edifícios não avançou. Agora, volta mais ousada, com arranha-céu e uso residencial.

Com prédios mais altos, se libera mais espaço no solo, justifica Paulo Corazza, vice-presidente de Negócios Estratégicos do Internacional. É o que garantirá que parte do terreno receba uma praça, aberta para acesso do público em geral. "Geraria integração maior com a área, que hoje não tem, só em dias de jogo", sustenta.

Além disso, destinar parte da construção para uso residencial é apontado por dirigentes do clube como comercialmente mais atrativo e financeiramente valorizado, ainda mais tendo o Guaíba como pano de fundo. Mas falta consenso dentro do clube, já que existem opiniões divergentes sobre o uso que se deve dar ao terreno.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...