Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Foto: Fernando Dias / Seapdr / Arquivo
Rio Grande do Sul
Feira da agricultura familiar terá 210 estandes na 44ª Expointer
Neste ano, participam empreendedores de 126 municípios do Rio Grande do Sul, além dos Estados de Amapá, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Governo RS
por  Governo RS
20/08/2021 17:50 – atualizado há 4 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Um dos lugares mais procurados na Expointer, o Pavilhão da Agricultura Familiar, já está sendo preparado para receber seus visitantes, com todos os cuidados sanitários que a pandemia de Covid-19 exige. Um total de 228 empreendimentos, distribuídos em 210 estandes, estará presente à feira, que ocorre no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, de 4 a 12 de setembro.

Serão oferecidos alimentos orgânicos, artesanato, queijos e embutidos, vinhos e espumantes, cachaças, produtos de agroindústrias, entre outros. 

"Nossa equipe trabalha para cumprir com todos os protocolos que a Secretaria da Saúde determina. Para dar toda a segurança aos nossos expositores e clientes e para que nós possamos fazer uma feira do recomeço, mas também segura", afirma Flávio Smaniotto, diretor do Departamento da Agricultura Familiar e Agroindústria (Dafa) da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

Segundo Smaniotto, no espaço de 7 mil metros quadrados, o distanciamento entre cada estande será de 1,5 metro, e haverá controle de público. "Poderão circular 800 visitantes ao mesmo tempo, além dos expositores, e o pavilhão terá monitores para orientar as pessoas sobre os protocolos de saúde. Tudo conforme determinou o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs)", afirma. O diretor acrescenta que neste ano não haverá o formato drive-thru no Pavilhão da Agricultura Familiar.

Na edição deste ano, 90 empreendimentos têm à frente mulheres e 48 são comandados por jovens. As agroindústrias lideram com 178 participantes, seguidas por 35 de artesanato. No total, 71 estandes trabalham com produtos de origem animal e 103 com produtos de origem vegetal.

"O espaço é uma das áreas preferidas dos gaúchos, pelo acolhimento realizado pelas famílias. Acredito que, com a possibilidade do acesso ao público durante a Expointer, a agricultura familiar sairá mais fortalecida em 2021, uma vez que é neste momento que as comunidades terão acesso a clientes que não consomem seus produtos rotineiramente", afirma a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti.

O Pavilhão da Agricultura Familiar é organizado pela Seapdr, Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-RS), Emater-RS-Ascar, Via Campesina e Ministério da Agricultura.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...