Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Educação
Fapesc terá espaço em Chapecó para atendimento presencial no Oeste
A previsão é de que o espaço comece a funcionar ainda em agosto ou no início de setembro.
Governo SC
por  Governo SC
20/08/2021 10:50 – atualizado há 6 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) vai ter um espaço físico no Pollen Parque Científico e Tecnológico de Chapecó. O objetivo é propiciar um atendimento presencial aos atores do ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) da região Oeste, a mais afastada da sede em relação à distância. 

Na quarta-feira, 18, foi firmado um Termo de Cooperação Técnico-Científica entre a Fapesc e a Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), que faz a gestão do Centro de Inovação da região. O documento foi assinado pelo presidente da fundação, Fábio Zabot Holthausen, e pelo pelo reitor da universidade, Claudio Alcides Jacoski. A previsão é de que o espaço comece a funcionar ainda em agosto ou no início de setembro.

Fábio Zabot Holthausen e Claudio Alcides Jacoski - Foto: Marco Machado/Acafe

"A Fapesc, dentro de uma missão estabelecida pelo governador Carlos Moisés, tem buscado se aproximar de todas as regiões e de todos os atores de Santa Catarina", afirmou  Holthausen. "E uma das ações de aproximação, principalmente devido à dificuldade de deslocamento e à distância do Oeste, é propiciar um espaço físico de atendimento. Vamos fazer a interlocução com as universidades, com os pesquisadores, com as empresas e com o poder público identificando dúvidas que possam ser tiradas presencialmente e em conjunto com nossa equipe de Florianópolis." É a primeira vez que a fundação terá atendimento presencial fora da sede em Florianópolis.

Segundo Holthausen, inicialmente será contratado um coordenador de projetos para atuar no espaço. A ideia também é que, periodicamente, o presidente da fundação esteja no local para realizar o atendimento, não só dos atores de CTI de Chapecó, mas dos das outras cidades da região, como Joaçaba e Caçador. "Nós estamos próximos de todos os Centros de Inovação de Santa Catarina, que é uma política de Estado. Mas pensamos ser importante estar presentes fisicamente no Oeste", explicou Holthausen. "É um espaço que a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável também vai utilizar quando estiver com a equipe no oeste."

O professor Claudio Jacoski, reitor da Unochapecó, ressaltou a importância da aproximação. "A questão da distância é um fator histórico para o Oeste, situação esta que torna alguns processos mais difíceis para a nossa região. Por isso, essa vinda da Fapesc para Chapecó, para dentro do Parque, tem um valor inestimável. A nossa alegria e expectativa são grandes, pois esses canais que já estão abertos, a parceria que já existe entre a Universidade e o Pollen, com a Fapesc, vão melhorar ainda mais e nos ajudar no desenvolvimento da região e de melhoria das condições do desenvolvimento da pesquisa e inovação."

O diretor do Pollen Parque, Rodrigo Barichello, salientou a importância da iniciativa para a região. "Ter um espaço físico da Fapesc no Pollen Parque acena para a descentralização das atividades físicas, favorecendo para um olhar específico para o Oeste de SC e suas demandas. Isso é de extrema importância, pois a Fapesc cumpre seu importante papel de promotora do ecossistema catarinense de CTI, integrando os principais centros de pesquisa do Estado de Santa Catarina. Uma conquista importante para a região, para os empreendedores e pesquisadores."

O Pollen Parque abriu oficialmente nesta semana – desde maio, as empresas estavam operando no estado. O espaço começou dentro da Unochapecó e ganhou corpo com missões à Espanha nos anos de 2010 e 2011, em parceria com universidades e o Governo de Santa Catarina, que atuaram na composição do projeto dos Centros de Inovação. Implantado em dezembro de 2012, a obra foi concluída e entregue em dezembro de 2020. A estrutura foi idealizada pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, e pela Prefeitura de Chapecó. A gestão do espaço é de responsabilidade da Unochapecó pelos próximos 20 anos.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...