Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Pets
No inverno, seu pet também precisa de atenção; saiba como protegê-lo do frio
Uma série de fatores influenciam a forma como o cãozinho deve ser protegido do frio cortante do inverno.
O Paraná
por  O Paraná
27/07/2021 15:20 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Os dias mais frios do ano são sempre motivo de preocupação para quem tem gato ou cachorro em casa. Afinal, como saber se o pet está devidamente aquecido? Se não faltam cobertores ou mesmo se não está morrendo de calor pelo exagero deles?

Uma série de fatores influenciam a forma como o cãozinho deve ser protegido do frio cortante do inverno. E, claro, precisamos caprichar na proteção da casinha. Principalmente se o pet está acostumado a dormir em áreas com corrente de ar.

Muitos acessórios para cães são feitos para que o seu filho de quatro patas tenha um inverno tranquilo, como roupinhas, cobertores, caminhas, tapetes e muito mais. Ainda assim, é preciso saber usá-los corretamente.

Por isso, separamos 5 dicas para que você não tenha dúvidas sobre como proteger o seu gato ou cachorro na estação mais fria do ano.

1. Evite contato direto do chão da casinha com o piso

Mesmo com cobertores e tapetes dentro da casinha, o ideal é não deixá-la em contato direto com o chão. Isso, porque o chão poderá passar umidade para o interior da casinha, e consequentemente para o seu dog.

Então, quando o tempo estiver frio, coloque um estrado sob a casinha, deixando-a afasta do chão. Se não for possível, um bom pedaço de papelão também ajuda.

Apesar disso, se o seu cachorro for filhote, não exite em colocá-lo dentro de casa, mesmo que seja com a casinha, pois os pets menores não têm a mesma resistência que um cão adulto para aguentar o frio. Isso serve também para cães sensíveis ao frio e com a pelagem curta

2. Não deixe a casinha onde há correntes de ar

Assim como para nós, ficar exposto a correntes fortes de ar, chuva ou garoa pode ser muito prejudicial à saúde do cachorro, principalmente nos dias mais frios do ano.

Por isso, se a casinha do seu cachorro costuma ficar em um local aberto, sem proteção extra, durante o inverno, coloque uma cobertura e uma tela ou painel de proteção ao lado da porta, de forma que o vento não atinja o interior da casinha.

Contudo, não o impeça de fazer exercícios, nem deixe de passear com ele. Afinal, fazer exercícios é uma forma de manter o cachorro aquecido. Então, aproveite os dias frios para brincar muito com o seu filho de quatro patas.

Apenas evite sair nos momentos mais frios do dia, como muito cedo pela manhã, ou depois que anoiteceu. Além disso, não esqueça de deixar as vacinas do pet sempre em dia.

3. Isole o piso interno

Tão importante quanto deixar o chão da casinha fora de contato com o chão, é deixá-lo quentinho e confortável para o pet. Uma boa alternativa é usar jornais, tatames, cobertores e até a caminha.

Você pode, também, forrar o fundo da casinha com serragem ou palha. Contudo, esses dois materiais, se estiverem em contato direto com os pelos e pele do animal, podem causar alergias.

Então, se optar por forrar o piso da casinha com eles, coloque um tapete ou cobertor que irá impedir o contato direto da pele do cachorro.

Quanto mais confortável e aconchegante estiver o interior da casinha, menor será a vontade do seu pet de se aventurar no tempo frio, e assim, menores serão os riscos de que ele fique doente.

4. Adote roupinhas

Durante os dias mais frios do inverno, a roupinha se torna quase indispensável. Tanto para os cães que ficarão dentro de casa, quanto para aqueles que ficam no quintal ou jardim.

No caso dos cachorros que têm maior sensibilidade ao frio, e não podem ser deixados dentro de casa, além de deixar o interior da casinha aconchegante, vale a pena colocar uma roupinha de lã. Principalmente durante a noite, quando a temperatura costuma cair ainda mais.

Mas, se o seu melhor amigo não se adaptar com as roupinhas, o jeito é caprichar mesmo no interior da casinha, para que ele tenha um refúgio quente e seguro.

5. Cuidado para não exagerar!

Como todas as coisas têm um porém, aqui, não seria diferente. Ao tomar os cuidados para deixar a casinha do seu melhor amigo bem quentinha durante o inverno, é preciso tomar cuidado para não deixá-la quente demais e desconfortável para o pet.

Assim como muitos cachorros são sensíveis ao frio, existem espécies que se dão muito bem com o inverno. Tanto por terem uma pelagem maior e mais espessa quanto por ter a capa de gordura da pele mais grossa.

Na dúvida, procure o veterinário do seu pet. Assim, você conseguirá deixar a casinha do seu pet perfeita para ele descansar durante os dias mais frios do ano.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...