Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Foto: Alina Souza/CP
Segurança
Operação Império da Lei III transfere sete líderes das principais organizações criminosas do RS
Trabalho é uma ação integrada, entre as forças de segurança e poderes das esferas federal e estadual.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
27/07/2021 13:23 – atualizado há 6 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Em uma nova ação integrada, entre as forças de segurança e poderes das esferas federal e estadual, sete detentos em posição de liderança nas principais organizações criminosas que circulam no Estado foram transferidos para estabelecimentos prisionais federais. Sob coordenação do programa RS Seguro, as Secretarias da Segurança Pública (SSP) e de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPS) deflagraram a Operação Império da Lei III, na manhã desta terça-feira.

Com a participação de 300 agentes e o emprego de cerca de 30 viaturas e uma aeronave, a ação dá continuidade as duas etapas da Operação Império da Lei que, em março e novembro de 2020, enviaram um total de 27 líderes de grupos criminosos para estabelecimentos do Sistema Penitenciário Federal (SPF). Somadas as três etapas da Operação, já são 34 presos transferidos para casas prisionais federais.

A Império da Lei III teve participação de 12 instituições estaduais e federais. Pelo RS, além da SSP e da SJSPS, atuaram Brigada Militar (BM), Polícia Civil (PC), Instituto-Geral de Perícias (IGP), Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Ministério Público e Poder Judiciário. Pela União, além do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), somaram-se esforços da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Na segunda-feira (26/07), foi realizada reunião final de planejamento, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF).

O trabalho para a remoção e transferência dos presos começou ainda na noite de segunda-feira (26/07), por volta das 22 horas, com a remoção dos apenados que seriam transferidos. Os presos foram encaminhados de diversas casas prisionais para a Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC). Com todos os alvos reunidos, fechando o grupo de sete transferidos, foi iniciada a saída do comboio único de cerca de 30 veículos. As 10h30min desta terça-feira (27/07), as viaturas da Divisão de Segurança e Escolta (DSE) e do Grupo de Ações Especiais da Susepe (GAES), do Comando de Policiamento de Choque (CP Chq) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) da BM, da PRF, da Polícia Civil e da PF partiram da PASC. Um caminhão auto-bomba tanque do CBMRS ficou de prontidão para o caso de alguma emergência.

Em cerca de uma hora, percorreram o trajeto de 55 quilômetros até o Batalhão de Aviação da BM (BAV-BM), ao lado do Aeroporto Internacional Salgado Filho, onde realizaram exames de corpo de delito para serem entregues aos agentes do Depen e embarcar no avião da PF. Todos fizeram ainda na Pasc o teste Covid-19 e negativaram.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...