Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Benjamin Constant do Sul é uma das cidades gaúchas que não registraram mortes pelo coronavírus
De acordo com os dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-RS), três cidades do RS não registraram mortes por Covid-19 desde início da pandemia
Correio do Povo
por  Correio do Povo
24/07/2021 07:34 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O Rio Grande do Sul está próximo das 33 mil mortes em decorrência do novo coronavírus, desde o início da pandemia. Entre os dias 1º e 22 de julho, foram contabilizados 1.180 óbitos por conta da doença. Até o momento, julho foi o mês com menor número de vítimas fatais da Covid-19 desde outubro de 2020, quando 998 perderam a vida por complicações decorrentes do vírus. De acordo com os dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-RS), três dos 497 municípios gaúchos ainda não reportaram óbitos pela doença.

São eles: Benjamin Constant do Sul (região Norte), Novo Tiradentes (região do Médio Alto Uruguai) e Guabiju (região Nordeste). 

Novo Tiradentes

Com 2.277 habitantes, a pequena cidade de Novo Tiradentes registrou 101 casos confirmados da Covid-19 e segue, desde o início da pandemia, sem nenhum registro de óbito por conta da doença.

Segundo o prefeito Luiz Carlos Benedette, o controle se deve à conscientização da população."Seguimos com zero óbitos, mas isso é mérito dos nossos habitantes. Todos têm feito a sua parte desde o início da pandemia, não tem como ser diferente e na nossa Unidade Básica de Saúde (UBS) as equipes têm feito um belo trabalho", afirmou.

Conforme Benedette, a vacinação também está andando em um ritmo considerável positivo. Até o momento, pelo menos 59,8% da população já recebeu a primeira dose do imunizante e 29,9% estão com o esquema vacinal completo. "Caso uma pessoa apresente qualquer sintoma, já realizamos o tratamento no início, é basicamente esse o método que temos adotado desde o início, além é claro de reforçar a importância dos cuidados individuais, do distanciamento e o uso de máscara e álcool em gel com frequência", assinalou.

Benjamin Constant do Sul

Em Benjamin Constant do Sul, o prefeito Nilton José Valentini ressaltou a importância de a prefeitura ter transformado a unidade básica de saúde em um Pronto-Atendimento 24 horas. "Foi a nossa primeira providência, adotamos isso como prioridade e fizemos a mudança de imediato", destacou. Além disso, Valentini enfatizou que a cidade tem operado com recursos próprios e que houve reforço na contratação de profissionais da área de saúde como médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

"Todos os profissionais da saúde e toda a Administração Municipal trabalharam no sentido de focar no atendimento em residência, então tomamos a iniciativa num conjunto de atender as pessoas que estavam contaminadas, isolando os familiares e realizando testes com agilidade", declarou.

Foto: Nilton José Valentini / Benjamin Constant do Sul / CP

Atualmente, segundo Valentini, o município segue sem registrar nenhuma morte por conta da Covid-19 e também não contabiliza nenhum caso ativo da doença na cidade de 1.994 habitantes. Desde o início da pandemia, a cidade teve 173 casos confirmados do novo coronavírus. "Hoje não temos nenhum contaminado e nenhum óbito, a vacinação hoje já temos 100% dos munícipes com a primeira dose e a segunda dose está em 52,4%, contamos com duas reservas indígenas onde todos foram imunizados. Todos se conscientizaram, seguiram os protocolos e hoje temos um excelente resultado", assinalou.

Guabjiu

No município de Guabiju foram registrados 202 casos da Covid-19, mas até o momento a cidade não registrou nenhuma vítima fatal por conta da doença. Conforme o prefeito de Guabiju, Diego Vendramin, o fato de o município ser pequeno e contar com aproximadamente 1,6 mil habitantes colaborou para um controle mais efetivo da pandemia. "Adotamos os mesmos protocolos da região, não tomamos nenhuma medida drástica, mas trabalhamos muito na conscientização", explicou.

Segundo ele, como Guabiju é uma cidade essencialmente agrícola, a cultura de "não aglomeração" já é algo que faz parte do cotidiano da população. "É uma coisa típica da nossa cidade, mas também trabalhamos muito no atendimento rápido para todos que apresentavam sintomas do novo coronavírus. Tivemos pessoas que foram hospitalizadas, mas todas se recuperaram, mesmo aquelas que tiveram complicações mais graves", assinalou.

A vacinação em Guabiju também está avançando. De acordo com Vendramin, 75% da população já recebeu a primeira dose do imunizante e 45% dos habitantes já estão com o esquema vacinal completo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...