Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Santa Catarina
Governo de SC confirma cinco casos importados da variante Delta
Pacientes são tripulantes de um navio que está ancorado em São Francisco do Sul.
Oeste Mais
por  Oeste Mais
21/07/2021 14:41 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC) confirmou nesta terça-feira, dia 20, a identificação de cinco casos importados, ou seja, com transmissão fora do estado, da variante delta (B.1.671.2) do coronavírus.

Segundo o órgão, tratam-se de amostras vindas de cinco tripulantes do navio M/V ARISTIDIS, que se encontra ancorado próximo ao porto de São Francisco do Sul, no Norte catarinense.

Ao todo, 22 tripulantes estão no navio, 14 deles positivaram para a doença em 13 de julho. Dentre eles, seis precisaram de internação hospitalar por apresentarem sintomas moderados e foram encaminhados para o município de Joinville, na mesma região.

Segundo a prefeitura, os pacientes receberam atendimento em um hospital da rede particular. "O material de cinco destes pacientes apresentou condições de passar pelo sequenciamento genético, com resultado positivo para a variante delta", informou a prefeitura.

Todos já receberam alta e retornaram para São Francisco do Sul com a recomendação de se manterem isolados dentro do navio. Eles estão sendo monitorados pela Vigilância Epidemiológica do município, informou a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

O resultado do sequenciamento genômico foi confirmado nesta terça pelo laboratório de referência nacional para Santa Catarina - a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Rio de Janeiro, que recebeu as amostras encaminhadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

O navio

De acordo com a Dive, o navio M/V ARISTIDIS saiu da Austrália em maio. A embarcação passou por Cingapura, Índia e registrou a última parada na Ilha da Reunião, no continente da África, em junho.

A embarcação cumpre o regime de quarentena, segundo orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Variante Delta

O Brasil identificou 110 casos da variante delta (B.1.671.2), de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira, dia 19. Segundo a Dive, apenas São Paulo e Rio de Janeiro apresentam transmissão comunitária.

A variante delta foi identificada no Brasil há cerca de um mês e já é responsável por pelo menos duas mortes no país. Ela tem se tornado a cepa dominante em todo o mundo, segundo a cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Soumya Swaminathan.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...