Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Foto: Alina Souza
Segurança
Equipes buscam por bombeiros desaparecidos no incêndio de prédio da SSP na capital
Equipe que atuou em Brumadinho auxilia nas buscas com cães farejadores.
Redação
por  Redação
15/07/2021 11:06 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O trabalho dos Bombeiros agora é de rescaldo no prédio da Secretaria de Segurança Pública em Porto Alegre, mas a busca pelos dois bombeiros que desapareceram durante o combate ao incêndio é prioridade nesse momento.

As duas pessoas desparecidas são o oficial de serviço do dia em Porto Alegre, 1º Tenente Deroci de Almeida da Costa, e o 2º Sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, servidor do Comando-Geral da Corporação, que deslocou voluntariamente para auxiliar os colegas.

Divulgação

O comandante não sabe precisar em que momento os dois bombeiros desapareceram. A falta deles foi percebida quando a equipe procurou o oficial de serviço, responsável pela linha de combate a incêndio, na área externa do prédio, e não o localizou.

Nesta manhã, equipes vindas de outras cidades chegaram com mais viaturas e equipamentos para dar cobertura ao trabalho de resgate. A Prefeitura de Porto Alegre dispôs de maquinários para auxiliar no trabalho. 

Equipe que atuou em Brumadinho auxilia nas buscas

Uma equipe do Canil do 4º Batalhão de Bombeiro Militar de Santa Maria chegou no início da manhã para auxiliar nas buscas dos dois bombeiros desaparecidos. 

A equipe é formada por três bombeiros e dois cães. O sargento Alex Sandro Teixeira Brum e o cão Guapo têm a experiência de terem trabalhado nas buscas por vítimas da tragédia em Brumadinho, em Minas Gerais, em 2019. 

O soldado Estefanio Guinazu Bernardes e a cadela Molly encontraram o corpo de uma dentista de Tupanciretã que desapareceu em Santa Maria, em outubro do ano passado. Outro integrante da equipe é o soldado Verocir Machado da Silva.

Servidoras da Susepe que teriam testemunhado início do incêndio na SSP serão ouvidas hoje

O incêndio será investigado pela Polícia Civil. Em entrevista ao programa Agora, da Rádio Guaíba, o vice-governador e secretário de Segurança Pública do Estado, Ranolfo Vieira Júnior, revelou que quatro servidoras serão ouvidas ainda hoje. Elas atuam na Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), e teriam testemunhado o início do incêndio.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...