Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Sistema 3As: Estado retira alerta da AMAU, mas cuidados devem permanecer
Queda no número de casos confirmados de covid-19 e o declínio de internados em leitos clínicos contribuiu com a decisão.
Salus Loch/Assessoria AMAU
por  Salus Loch/Assessoria AMAU
08/07/2021 14:06 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O Gabinete de Crise do Estado retirou nesta quarta-feira, 7, o comunicado de ‘Alerta’ da Região de Saúde 16, que envolve os municípios da AMAU + Nonoai e Rio dos Índios.

A posição foi sustentada, entre outros fatores, pela queda do número de confirmados com covid-19; que baixou de 553 casos por 100 mil habitantes no dia 15 de junho para 226,7 por 100 mil habitantes em 6 de julho - número próximo da média estadual de 209,5. Além disso, o Gabinete de Crise também informou que o declínio de internados em leitos clínicos contribuiu com a decisão.

Divulgação

Conforme o presidente da AMAU e prefeito de Erechim, Paulo Polis, a melhora nos números comprova o acerto das medidas tomadas pela entidade, sustentadas no trabalho técnico de seu Comitê de Atenção ao Coronavírus, e levadas a cabo pelos prefeitos, secretários de saúde e equipes que auxiliaram nas ações de prevenção e enfrentamento da pandemia em âmbito regional, contando com a colaboração das pessoas - o que precisa continuar, observa Polis. 

“Unidos demonstramos nossa capacidade de organização e reação, e nossas ações regionais foram determinantes para a mudança do cenário. Vamos nos manter firmes nessa linha de atuação, para que possamos vencer o mais rápido possível a pandemia”, pontua o presidente.

Nesta sexta-feira, 9, o o Comitê da AMAU realiza reunião extraordinária para avaliar possíveis mudanças nos protocolos mais restritivos.

Vacinação em destaque

A Região 16 é referência estadual em relação ao seu ritmo de imunização já tendo vacinado em primeira dose 125.159 pessoas (52,5% do total), e em segunda dose, ou dose única, 53.144 (22,3%), fator que também está colaborando com o atual cenário.

Saiba mais

No Rio Grande do Sul, sete regiões Covid foram mantidas em Alerta pelo Gabinete de Crise; enquanto outras cinco viram a retirada da classificação.

Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Santa Rosa e Uruguaiana seguem em Alerta e receberam relatórios atualizados da situação pelo Estado.

Já Erechim, Bagé, Cruz Alta, Ijuí e Santa Maria tiveram os Alertas retirados. Apesar da melhora, a equipe técnica do GT Saúde e o Gabinete de Crise observam que as regiões não devem reduzir os cuidados e as medidas de prevenção. “Apesar da melhora, precisamos manter a atenção, pois nos últimos três dias a taxa de ocupação dos leitos clínicos reduziu muito pouco. Não compromete o quadro positivo de toda a semana, mas é preciso estar sempre olhando cuidadosamente os indicadores. Além disso, a variante delta do coronavírus, já confirmada em transmissão comunitária em São Paulo, nos preocupa pelo alto risco que representa”, destaca Pedro Zuanazzi, diretor do Departamento de Economia e Estatística (DEE) da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...