Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
MP denuncia mãe e filho por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver em Dom Feliciano
Roberto Carlos Garcia de Almeida foi morto mediante asfixia mecânica por estrangulamento.
Assessoria MP/RS
por  Assessoria MP/RS
07/07/2021 14:34 – atualizado há 4 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O Ministério Público em Camaquã denunciou, em 13 de abril, mãe e filho por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver de Roberto Carlos Garcia de Almeida, ocorridos em Dom Feliciano entre 30 de setembro e 14 de dezembro de 2020. Conforme o promotor de Justiça Francisco Saldanha Lauenstein, o crime foi praticado por meio cruel, pois a vítima foi morta mediante asfixia mecânica por estrangulamento, e à traição, já que os denunciados coabitavam com ela e previamente planejaram o delito, inclusive definindo o local onde iriam enterrar o corpo.

O promotor explica que os denunciados colocaram uma sacola plástica na cabeça da vítima e amarraram as alças em seu pescoço. Com uma corda e as mangas de uma camiseta, a estrangularam, causando sua morte por asfixia mecânica. Em seguida, mãe e filho ocultaram o cadáver de Almeida. A dupla colocou o corpo na cacimba desativada que existia a 20 metros da residência, em um buraco com profundidade de aproximadamente 1,80m, cobrindo o lugar com paus, pedras e areia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...