Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Policial militar e golpistas que negociavam compra de vacinas já festejavam "último dia de pobre"
Revista Veja aponta que mensagens no celular do operador da Davati, Luiz Paulo Dominguetti mostram que o dinheiro das vacinas já tinha destinos luxuosos definidos.
IG.com
por  IG.com
06/07/2021 20:28 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade

Mensagens do celular do policial militar e operador da Davati, Luiz Paulo Dominguetti , em poder da CPI da Covid, revelam como os golpistas que tentavam vender supostas vacinas ao governo Bolsonaro já sonhavam com uma vida luxuosa e longe da "pobreza".

Divulgação/Agência Senado/Marcos Oliveira

Reveladas pela revista Veja, mensagens recebidas no dia 15 de março pelo operador da Davati mostram o clima de comemoração entre os parceiros: “Bora reservar o jaguar e uma casa em Brasília. kkkkk…”, escreve o próprio Dominguetti a um interlocutor identificado como “Amauri Vacinas Embaixada”.

Amauri responde: “Já te falei que não quero Jaguar”, diz o interlocutor enviando, na sequência, uma foto de outro carro importado de luxo. Um link com anúncio de carro também é enviado, o que evidencia que os golpistas já sabiam como gastar o dinheiro das vacinas.

Em outra troca de mensagens de Dominguetti, dessa vez com um interlocutor identificado como “Andrei Compra Vacina”, o grito era de libertação. “Últimos dias de pobre! kkk”, diz o interlocutor.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...