Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Política
Partidos querem formalizar pacto que rechaça o voto impresso
A ideia do grupo é que se encontrem ainda nesta semana em Brasília para ratificar e formalizar o documento que declara apoio ao atual sistema eleitoral brasileiro.
O Sul
por  O Sul
29/06/2021 14:21 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Após os presidentes de 11 partidos de centro e direita terem assinado uma nota pública na qual defendem o atual modelo de eleições no Brasil e rechaçam a tentativa de adoção do voto impresso, os signatários do texto querem formalizar o pacto visando as eleições de 2022.

A ideia do grupo é que se encontrem ainda nesta semana em Brasília para ratificar e formalizar o documento que declara apoio ao atual sistema eleitoral brasileiro. O grupo conta até mesmo com os presidentes de partidos da base de apoio de Jair Bolsonaro – defensor do voto impresso –, como o PP e o PL.

Divulgação

A leitura em Brasília é de que esse movimento foi uma maneira destes partidos da base governista traçarem uma “linha no chão” para dizer que a discussão sobre a volta do voto impresso pode acontecer, mas não nos termos do presidente.

As siglas representadas na carta respondem a cerca de dois terços do Congresso Nacional, em um total de 326 deputados federais e 55 senadores.

Assinaram o documento, em ordem alfabética, Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM), Baleia Rossi (MDB), Bruno Araújo (PSDB), Ciro Nogueira (PP), Gilberto Kassab (PSD), Luciano Bivar (PSL), Luis Tibé (Avante), Marcos Pereira (Republicanos), Paulinho Pereira da Silva (Solidariedade), Roberto Freire (Cidadania) e Valdemar Costa Neto (PL).

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...