Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Fabiane Mercalli, assessora jurídica da prefeitura de Veranópolis; Waldemar de Carli, prefeito de Veranópolis; Alderi do Prado, presidente da Creral; Marlon Bonamigo, consultor ambiental; Luciano Zanella, consultor; e Leonardo Cassol, gerente de geração da Creral.
Cidade
CRERAL apresenta projeto de uma usina hidrelétrica de 49,3 MW
O novo empreendimento será a primeira UHE cooperativa.
Comunicação Creral
por  Comunicação Creral
24/06/2021 16:19 – atualizado há 4 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

A direção da Creral apresentou na manhã desta quinta-feira,24, ao poder público de Veranópolis o projeto de uma nova usina a ser construída na serra gaúcha, a UHE Foz do Prata.

O presidente da cooperativa de energia com sede em Erechim, Alderi do Prado, juntamente com o gerente de geração Leonardo Cassol foram recebidos pelo prefeito Waldemar de Carli e pela assessora jurídica Fabiane Mercalli. Na oportunidade foram feitos esclarecimentos sobre o empreendimento a ser construído no Rio da Prata, entre os municípios de Veranópolis e Nova Roma do Sul.

O presidente da Creral explicou que UHE Foz do Prata terá potência instalada de 49,3 MW com característica de PCH, sendo que na casa de força principal serão 45 MW e na casa de força complementar junto ao pé do barramento serão mais 4,3 MW. Com investimento estimado em cerca de R$ 300 milhões, o projeto já está com o termo de referência do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto do Meio Ambiente (EIARIMA) aprovado na FEPAM e neste mês o órgão emitiu a autorização para manejo da fauna silvestre. “Com esta autorização já podemos começar o levantamento a campo e até abril de 2022 pretendemos protocolar na Fepam a solicitação da licença prévia (LP)”, complementa Alderi.

Divulgação Creral

A Foz do Prata é a primeira UHE da Creral, cooperativa de eletrificação rural com mais de 50 anos de existência, e há 20 anos atuando na geração através de PCHs, CGHs, UTE e UFVs. Neste ano a cooperativa está construindo usinas solares nos estados do Rio Grande do Sul e São Paulo e mais três CGHs em Santa Catarina. Atualmente opera duas usinas próprias e outras cinco usinas em sociedade com investidores.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...