Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Foto: Felipe Eduardo Zamboni / Rádio Centro Oeste / Divulgação / CP
Segurança
Justiça nega pela 3ª vez, pedido de exame de insanidade mental para autor de chacina em Saudades
Para o juiz Caio Lemgruber Taborda, o autor tem consciência dos atos e, inclusive, planejou com antecedência a chacina.
NSCTotal
por  NSCTotal
24/06/2021 14:27 – atualizado há 4 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Pela terceira vez, a defesa do autor da chacina em Saudades, que matou três bebês e duas profissionais, pediu autorização à Justiça para o acusado fazer o exame de insanidade mental. Novamente, o pedido foi negado pelo juiz de Pinhalzinho, Caio Lemgruber Taborda.

O magistrado defende a decisão dizendo que não foi apresentado sequer um laudo médico ou outro documento que mostre que o acusado já foi internado ou faça tratamento devido a um distúrbio mental. Para Taborda, o autor tem consciência dos atos e, inclusive, planejou com antecedência a chacina.

O advogado Demetryus Eugênio Grapiglia, que responde pela defesa do acusado, entende que não é possível que o autor volte ao convívio social. Porém, diz ser importante o exame de sanidade para mostrar que o autor não tinha condições de entender os atos naquele momento. O profissional, em sua conta no Yotube, ainda fala: "ele é uma pessoa doente, irracional".

Um dia após o ataque, o autor foi preso preventivamente e a defesa pediu o exame de sanidade mental, que foi recusado pelo juiz. Em outra oportunidade, com um novo pedido da defesa, a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina também não aceitou a realização do exame.​

Data para ouvir o acusado

A Justiça definiu a data do depoimento do acusado da chacina em Saudades. O agressor vai ser ouvido no dia 24 de agosto, via internet, diretamente do Presídio Regional de Chapecó, onde ele está desde quando foi liberado do hospital após o crime

A primeira audiência ocorre no dia 5 de agosto e seis vítimas e nove testemunhas contarão o que aconteceu à Justiça. No dia 24, em segundo encontro, outras 14 testemunhas serão ouvidas antes do depoimento do réu.

O crime

O jovem de 18 anos invadiu a creche Infantil Pró-Infância na manhã de terça-feira, 4 de maio. Armado com um facão, ele desferiu golpes contra uma professora e uma agente educacional. Quatro crianças também foram feridas pelo homem. Três delas morreram.

Os corpos das cinco vítimas foram enterrados na quarta-feira no Cemitério Municipal de Saudades. O único sobrevivente é um bebê de 1 ano e 8 meses.

O agressor foi denunciado por 19 crimes de homicídio, entre consumados e tentados.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...