Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Coronavírus: Comitê regional debate Planos de Contingência
Abertura de novos leitos clínicos também pautaram a reunião.
Leonardo Bortolotto/Assessoria
por  Leonardo Bortolotto/Assessoria
23/06/2021 10:31 – atualizado há 5 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Na manhã desta terça-feira, 22, o Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU, realizou uma reunião virtual para avaliar o cenário da epidemia regional e traçar ações e estratégias de enfrentamento para a semana vigente, face a nova metodologia do Estado 3As, que pela quarta vez consecutiva colocou a R16 em alerta.

Em pauta a situação dos casos ativos, os protocolos variáveis estabelecidos para o período, as taxas de ocupação das estruturas hospitalares, óbitos e indicadores da imunização na R16.

No boletim regional da data de ontem foram sistematizados 805 casos ativos, um quantitativo um pouco menor dos indicadores da semana passada, que registraram 1.076 (16/06), portanto uma redução de 271 casos.

Com relação as taxas de ocupação das estruturas hospitalares os números estão em patamar elevadíssimo, com 100% de ocupação dos leitos de UTI e 106% dos leitos clínicos, considerando os hospitais que possuem alas Covid, sendo a FHSTE e Hospital de Caridade, num total de 49 leitos clínicos.

Esse tema é preocupante e a direção da FHSTE já avalia a possibilidade de adotar seu Plano de Contingência, com a abertura de mais leitos clínicos, caso seja necessário.

Também foi alvo de avaliação a situação dos dez hospitais regionais que possuem habilitados 109 leitos clínicos para assistência da Covid.

Divulgação

Segundo Jackson Arpini, integrante do comitê regional, os hospitais da região exercem uma função de retaguarda técnica, estando, atualmente, com 25 pacientes internados, portanto com uma ocupação de 22,93%.

Os indicadores regionais também apontam uma elevação no número de óbitos que passaram de 400 (14/06) para 416, portanto um acréscimo de 16 óbitos em 7 dias. A nossa Taxa de Letalidade Aparente está em 1,49%, apenas acima da Região 14, que tem como município sede Santa Rosa e a melhor taxa. As taxas oscilam de 1,45% a 3,87%, e mensuram a divisão entre o total de óbitos e o total de casos confirmados.

“Estamos sentindo os reflexos do pico de elevação de casos ativos que ocorreu em meados de junho, quando a plataforma registrou o segundo maior pico de confirmação de casos confirmados de Covid, com indicador de 1076 casos. A maior elevação ocorreu na região em 27/11/20, com 1.081 casos ativos”, pontua Arpini.

O momento continua delicado e precisamos estar vigilantes. “Apesar do importante avanço da vacinação, ainda estamos diante do temido coronavírus e os números se alteram com muita facilidade e velocidade”, finaliza Arpini.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...