Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rio Grande do Sul
AMAU lidera vacinação no RS, Estado que mais vacina no Brasil
Conforme dados da secretaria de Saúde do RS, 43,7% da população do Alto Uruguai já recebeu a 1a dose da vacina e 18,7% já estão totalmente imunizadas. Pressão nos hospitais, no entanto, segue alta, enquanto casos crescem entre os mais jovens
Salus Loch/Assessoria/AMAU
por  Salus Loch/Assessoria/AMAU
22/06/2021 14:43 – atualizado há 7 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

A Região de Saúde 16, constituída pelos municípios da AMAU + Nonoai e Rio dos Índios, lidera a corrida pela vacinação entre as 21 regiões sanitárias estabelecidas pelo governo do Rio Grande do Sul, que, simultaneamente, é o Estado brasileiro que mais imuniza contra a covid-19.

Nesta terça-feira, 22, conforme dados oficiais, a R16 contava com 43,7% de sua população vacinada em primeira dose e 18,7% já com imunização completa; enquanto a média do RS é de 37,3% e 15,1%, respectivamente.

“O Alto Uruguai entendeu que unidos somos mais fortes contra o vírus. E, assim, estamos pautando nossas ações, que incluem o esforço da vacinação, mas também o respeito à ciência, a partir do trabalho de nosso comitê técnico, e a compreensão da comunidade quanto à necessidade de nos imunizarmos, além de obedecermos aos protocolos de saúde, visando preservar vidas e economias. Prevenção e imunização precisam caminhar juntos, com cada um fazendo a sua parte” destaca o presidente da AMAU e prefeito de Erechim, Paulo Polis, que também parabeniza o trabalho dos profissionais da saúde pela incansável atuação no combate à doença.

Apesar do satisfatório ritmo registrado na vacinação, os hospitais da região seguem pressionados - com ocupação plena dos leitos de UTI e clínicos -, apresentando um perfil de paciente, em regra, mais jovem, o que reforça a necessidade de que medidas restritivas, o uso de máscara e ações de fiscalização, visando proibir aglomerações e festas clandestinas, sigam acontecendo enquanto a segunda dose de imunizantes não chegar à maioria das pessoas.

Saiba mais

Na segunda-feira, dia 21, dos 38 pacientes internados em leitos de UTI nos hospitais Santa Terezinha e Caridade, 61% deles tinham menos de 60 anos, com idade média total de 57,4 anos. No Estado, o indicador é semelhante, embora haja casos, como no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, em que a taxa seja de 75% de leitos de Unidade de Terapia Intensiva preenchidos por pessoas com menos de 60 anos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...