Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Cidade
Proposta para reequilíbrio financeiro da Empresa de Transportes Gaurama será votada nesta quinta
Na manhã da última terça-feira (25), o prefeito Paulo Polis se reuniu com os vereadores para explicar a proposta que será deliberada na sessão.
Giulianno Olivar/Assessoria Câmara de Vereadores Erechim
por  Giulianno Olivar/Assessoria Câmara de Vereadores Erechim
26/05/2021 10:09 – atualizado há 8 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Na próxima quinta-feira (27), os representantes do Poder Legislativo erechinense votarão, em sessão extraordinária, o projeto de lei que autoriza o Poder Executivo a repassar valores para o reequilíbrio financeiro da Empresa de Transportes Gaurama, fortemente impactada pela recente crise econômica decorrente da pandemia de covid-19. A atividade terá início às 9h, e será transmitida ao vivo pelo canal da TV Câmara no YouTube.

Na manhã da última terça-feira (25), o prefeito Paulo Polis se reuniu com os vereadores para explicar a proposta que será deliberada na sessão. Conforme detalha o projeto encaminhado ao Legislativo, o montante a ser repassado, caso aprovado, será de R$ 1,5 milhão, definido através de acordo no processo judicial cujas partes são o município e empresa responsável pelo transporte em Erechim. Posteriormente, o município irá suprir o reequilíbrio financeiro em cinco parcelas de R$ 500 mil a cada 45 dias.

Evitar o colapso do sistema de transporte

Na justificativa do projeto, o Executivo reforça que o objetivo do projeto não é garantir qualquer lucro à empresa, mas evitar que o sistema de transporte colapse, o que prejudicaria milhares de munícipes. “Atuando na prevenção à possibilidade de colapso no sistema de transporte, em alinhamento com os fatos, e considerando a imprevisibilidade dos acontecimentos advindos da pandemia, é necessário que sejam tomadas as medidas cabíveis que assegurem a continuidade dos serviços”, discorre o texto, que pode ser acessado na íntegra aqui.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...