Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Cidade
Administração de Marcelino Ramos busca alternativas para minimizar estiagem prolongada
Prefeitura tem disponibilizado caminhão para abastecimento, até mesmo nos finais de semana, mas não está conseguindo atender a grande demanda por parte dos agricultores.
Assessoria
por  Assessoria
26/04/2021 14:32 – atualizado há 4 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A estiagem prolongada está gerando transtornos e prejuízos significativos ao município de Marcelino Ramos. Na manhã desta segunda-feira (26) a administração municipal convocou de forma emergencial os membros da Defesa Civil, Sutraf, Emater e Secretários Municipais para tratar da situação da estiagem e definir algumas ações pontuais na tentativa de minimizar os problemas.

O prefeito Vannei Mafissoni, que coordenou a reunião, mostrou-se preocupado com o cenário da seca e lembrou que o município já prorrogou em duas ocasiões decretos de emergência: em maio e novembro do ano passado, algo que nunca havia acontecido antes. E caso não chova com volume expressivo nos próximos dias, a tendência e de que ocorra em maio a prorrogação pela terceira vez do decreto, algo inédito no município.

Durante reunião foi explicado que está faltando água para trato de animais e até para o consumo humano em muitas propriedades. A prefeitura tem disponibilizado caminhão para abastecimento, até mesmo nos finais de semana, mas não está conseguindo atender a grande demanda por parte dos agricultores.

O Secretário de Agricultura, Serginho Beal, informou que os produtores de leite são os mais afetados pela seca. Ele também citou que a safrinha do milho não produziu nada em razão da falta de chuva. O secretário já está fazendo a solicitação junto ao Estado para que haja isenção no pagamento do programa troca-troca de sementes, que seria uma ajuda importante para os agricultores neste momento.

Outra medida é a solicitação junto a Defesa Civil Regional de recursos aquisição de um taque completo (VINILIQ) para transporte de água. Também serão estudadas outras alternativas junto ao Governo do Estado e Federal para auxiliar a comunidade atingida pela estiagem. A ordem e prioridade é atender a demanda dos agricultores.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...