Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Santa Catarina
Covid-19: Professores de SC devem começar a ser vacinados em maio
Os primeiros a receberem as vacinas serão os profissionais que atuam de forma presencial na Educação Infantil.
Oeste Mais
por  Oeste Mais
22/04/2021 22:55 – atualizado há 25 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Os professores que atuam em Santa Catarina devem começar a ser vacinados contra a Covid-19 no mês de maio. A previsão foi feita pelo secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, nesta quarta-feira, dia 21.

“Pelo volume de vacinas que vem chegando, estamos esperançosos de que, na primeira quinzena de maio, nós começaremos a aplicação na Educação catarinense”, projetou o secretário, em entrevista ao Grupo ND.

O plano de vacinação apresentado pela SED (Secretaria de Estado da Educação) na terça-feira, dia 20, diz que a aplicação dos imunizantes nos profissionais de Educação deve seguir uma escala de prioridade. Sendo assim, serão vacinados primeiro os que possuem maior risco de contágio da Covid-19.

Prioridade na vacinação

Os primeiros a receberem as vacinas serão os profissionais que atuam de forma presencial na Educação Infantil.

Temos indicadores de que o grupo de vulnerabilidade começa na Educação Infantil porque não tem barreiras. Crianças de 0 a 3 anos não usam máscara. Tem que pegar no colo. Depois vem a Educação Especial e assim, sucessivamente, até chegar ao último estágio, que é o Superior.”, explicou.

O secretário acrescentou que a vacinação será destinada a todos os profissionais que atuam na unidade escolar. Portanto, serão imunizadas pessoas que atuam na limpeza, alimentação, setor administrativo, pedagógico, entre outros.

Coleta de dados

Um formulário foi desenvolvido para coletar os dados dos profissionais de cada instituição. A expectativa é de que o cadastramento comece na próxima segunda, dia 26, e seja concluído até o fim de abril. Em seguida, a equipe responsável deve organizar as respostas e encaminhar a quantidade total de cada grupo.

Após isso, uma cópia da listagem final dos trabalhadores da educação que devem receber as vacinas será encaminhada para às equipes de vacinação de cada município.

“Esse processo é necessário para incluir informações de todos os profissionais que atuam na escola, como vigilantes e serventes, que não estão incluídos nos dados do Censo Escolar”, afirma o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro.

Confira a ordem dos profissionais da educação que vão receber a vacina:

1º grupo – Profissionais que atuam no atendimento presencial

- Educação Infantil (professores e auxiliares);

- Educação Especial;

- Equipe técnica, administrativa e pedagógica (gestão, limpeza, alimentação, orientadores de convivência);

- Ensino Fundamental (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras);

- Ensino Médio (professor, segundo professor, auxiliares, intérpretes de Libras);

- Ensino Superior;

2º grupo – Profissionais que atuam em Atividade Remota (mesmas etapas de ensino da lista acima)

- Profissionais que são do Grupo de Risco para a Covid-19;

- Profissionais que atuam em atividade remota, EAD ou similares;

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...