Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia
Após decisão de Fachin, Bolsa cai quase 4% e dólar dispara a R$ 5,78
O índice de referência do mercado acionário brasileiro fechou em baixa de 3,93%, a 110.675,88 pontos; e dólar se aproxima de R$ 5,8
R7
por  R7
08/03/2021 20:08 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A anulação das condenações do ex-presidente Lula nos processos relacionados à Lava-Jato no Paraná contribuiu para a piora dos ativos nesta segunda-feira (8). O Ibovespa fechou em baixa de quase 4%, ficando a 110.675,88 pontos, segundo dados preliminars, devolvendo boa parte da alta da semana passada (+4,7%). No câmbio, o dólar, que já vinha em alta, disparou a R$ 5,78.

A decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, permite que Lula fique elegível para a eleição presidencial de 2022. Mas será posteriormente avaliada pelo plenário do STF.

"Com Lula elegível, cresce ainda mais a chance deste governo ir totalmente para o populismo", comentou Alfredo Menezes, sócio-gestor na Armor Capital.

"A decisão do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, coloca o ex-presidente Lula em condições de concorrer às eleições de 2022", afirmou a equipe da XP Política em comentário a clientes.

Às 16h41, o dólar à vista saltava 1,56%, a R$ 5,7716. Na máxima, foi a R$ 5,7865. O real tem o segundo pior desempenho global na sessão com as perdas lideradas pela lira turca, em queda de 2,7%.

Às 16h39, o Ibovespa caía 2,39 %, a 112.450,58 pontos. Às 18h, o índice de referência do mercado acionário brasileiro fechou em baixa de 3,93%, a 110.675,88 pontos, segundo dados preliminares, devolvendo boa parte da alta da semana passada (+4,7%). Na mínima, chegou a 110.267,80 pontos. O volume financeiro no pregão somava R$ 42,65 bilhões.

A Procuradoria-geral da República vai recorrer da decisão, que agora precisará ser analisada pelo plenário da Corte.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...