Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Após promotor afirmar no AU que Estado é omisso, Seapen e Susepe se manifestam sobre presídio de Erechim
Promotor Gustavo Burgos disse que todos estão cansados de esperar por uma solução em relação ao presídio e creditou duas mortes a omissão do Estado
Leandro Vesoloski
por  Leandro Vesoloski
08/03/2021 13:16 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A Secretaria de Administração Penitenciária e a Susepe se manifestaram após matéria publicada pelo Portal AU Online onde o Promotor Gustavo Burgos afirmou em entrevista durante o sepultamento do policial militar Jlhonatan Maximovitz, que além da legislação ser branda com os arremessadores há uma grande omissão estatal. Segundo o promotor há mais de 2 anos se aguarda por obras no presídio de Erechim. "Quem tem que resolver o problema é o Estado”, disse Gustavo Burgos.

Emocionado o promotor disse que todos estão cansados de esperar por uma solução em relação ao presídio. “Essa situação está levando vidas de cidadãos de bem. Essa é a segunda morte que temos que suportar em Erechim por omissão do Estado em realizar as obras do presídio”.

Diante das manifestações do promotor, a Seapen e a Susepe se manifestaram através de nota oficial lamentando a morte do Soldado Maximovitz e informando que a obra da platibanda já está concluída e que a construção do muro e posterior colocação de tela foram retomadas em fevereiro.

A Seapen e a Susepe informaram também que estão concluindo projeto e orçamento para uma estrutura que poderá suportar a tela tensionada, reforçando a segurança e evitando incidentes como o ocorrido com a queda da platibanda.

Divulgação/Seapen/Susepe

Veja a nota da SEAPEN e SUSEPE na íntegra: 

Nota de esclarecimento

A Secretaria de Administração Penitenciária e a Susepe lamentam profundamente o falecimento do policial militar Jlhonatan Maximovitz, ocorrido no último sábado em Erechim.

Estamos, assim como todos os demais órgãos de segurança do Estado, profundamente consternados pela passagem do soldado e prestamos nossos pêsames aos familiares neste momento difícil.

Quanto as obras do Presídio Estadual de Erechim, restabelecendo a verdade, informamos que a obra da platibanda já está concluida e que a construção do muro e posterior colocação de tela foram retomadas em fevereiro, após superação de vários entraves e negociações com a empresa.

A Seapen e a Susepe estão concluindo projeto e orçamento para uma estrutura que poderá suportar a tela tensionada, reforçando a segurança e evitando incidentes como o ocorrido com a queda da platibanda, o que é do conhecimento dos órgãos de controle.

O Secretário Cesar Faccioli, junto com um grupo de secretários e o Departamento Penitenciário Nacional, vêm trabalhando em propostas de alteração da legislação penal, incluindo a tipificação individualizada do crime de arremesso.

Para receber as notícias do AU pelo whatsapp, clique aqui

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...