Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Vídeo: Lixo descartado clandestinamente será triado e recolhido pelo município
Problema foi apontado pela reportagem do AU Online após denúncias feitas pela comunidade dos bairros Maria Clara, Novo Atlântico e Presidente Vargas.
Leandro Vesoloski
por  Leandro Vesoloski
07/02/2021 23:23 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Após o Portal AU Online mostrar pontos da cidade de Erechim que têm sido utilizados para descarte irregular de lixo, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Meio Ambiente, se comprometeu a realizar uma triagem e recolher o material possível de se dar o destino correto.

A reportagem do AU visitou os bairros Maria Clara, Presidente Vargas e o acesso ao Novo Atlântico que há muito tempo enfrentam problemas com o lixo que é descartado irregularmente e comprovou a gravidade da situação.

A reportagem procurou a secretaria municipal de meio ambiente que informou que o problema já é de conhecimento do município. O secretário municipal, Cristiano Moreira, que integra o quadro de servidores efetivos da secretaria há mais de 20 anos, explicou que o município tem responsabilidade plena sobre o lixo doméstico. Moreira disse que o município disponibiliza coleta de lixo seis vezes por semana na região central e nas demais regiões o caminhão do lixo seco passa três vezes por semana e a coleta do orgânico ocorre outras três vezes.

Sobre o descarte irregular, o secretário garantiu que o município pode agir no campo da fiscalização para que se possa minimizar essa prática. “Nesses pontos específicos faremos uma triagem e uma avaliação tentando ver quais os matérias que podem ser recolhidos”. Moreira disse que o município não tem condições de recolher sofás e móveis em geral nem mesmo dar destino ao material.

Sobre a logística reversa que é o procedimento que permite o consumidor retornar à empresa um produto após seu consumo, de forma que o fabricante possibilite um descarte correto, Cristiano Moreira disse que as empresas não querem assumir o passivo do pós-consumo e isso tem afetado todo o país.

Moreira explicou que eletroeletrônicos e itens da linha branca como refrigeradores e lavadoras podem ser descartados pelo cidadão durante as campanhas de recolhimento que costumam ocorrer duas vezes por ano. “Nós faremos entre os dias 22 de fevereiro e cinco de março uma campanha para recolhimento desse material. O ponto de coleta será na Rua Anita Garibaldi 226, no antigo cortume”, adiantou Cristiano Moreira.

Para finalizar o secretário fez um apelo à população para que evite o descarte irregular. 

“Pedimos a compreensão da sociedade para que não promova esse tipo de descarte porque compromete a estética da cidade que é de todos”, argumentou o secretário.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...