Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ciência
Farmacêutica brasileira anuncia produção da vacina russa Sputnik V
Vacina russa já está sendo aplicada na Argentina.
O Sul
por  O Sul
10/01/2021 19:07 – atualizado há 19 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A farmacêutica brasileira União Química – uma das parceiras do Fundo Russo de Investimento Direto para produção da vacina russa Sputnik V no Brasil – informou que as doses contra a Covid-19 vão ser fabricadas “ainda em janeiro” em Brasília pela Bthek.

O imunizante será fracionado e envasado em Guarulhos (SP), de acordo com informações divulgadas pelo site G1. A empresa prevê o fornecimento de até 8 milhões de doses por mês.

Foto: Governo de Corrientes/Divulgação

Para iniciar a fabricação do imunizante, é preciso autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o uso emergencial da vacina desenvolvida em Moscou, o que ainda não ocorreu.

Os testes com a vacina estão na fase 3 na Rússia. Entretanto, o pedido para estudos em humanos no Brasil ainda não foi aprovado. Em nota, a Anvisa informou que iniciou a análise, “mas identificou a necessidade de informações complementares, que foram solicitadas ao laboratório”.

“Não há pedido de uso emergencial ou pedido de registro para a vacina Sputnik V na Anvisa”, afirmou a agência. “Até o momento, a União Química não enviou as informações para a Anvisa. O status atual do pedido é ‘aguardando o envio das informações solicitadas na exigência técnica'”, diz trecho do comunicado.

Questionado sobre o processo de produção da Sputnik V no Brasil, o Ministério da Saúde informou que, atualmente, a pasta acompanha o estudo de 212 vacinas no mundo, sendo 48 em estudos clínicos e 164 em estudos pré-clínicos. A pasta alertou para a necessidade de aprovação da Anvisa antes da aquisição dos imunizantes, “que poderá ser feita à medida em que os ensaios clínicos apontarem a eficácia e a segurança das doses”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...