Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Oito incêndios de grandes proporções são registrados no Oeste de SC
Ventos fortes de até 70 km/h dificultaram o controle das chamas.
NSCTotal
por  NSCTotal
25/11/2020 16:29 – atualizado há 22 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Oito incêndios de grandes proporções foram registrados na noite desta terça-feira (24), no Oeste de Santa Catarina. Conforme o Corpo de Bombeiros, todos os pontos tinham grande potencial destrutivo e foram agravados pela seca e os ventos fortes de até 70 km/h que atingem a região.

Os dois primeiros focos de incêndio foram registrados em Chapecó, por volta das 20h. Segundo o 6º Batalhão de Bombeiros Militares da cidade, eles estavam em andamento ao mesmo tempo em uma área de mata nativa, no bairro Vila Real, e em uma plantação de soja, no Loteamento Vento Minuano. Durante a noite, mais seis ocorrências foram registradas na região Oeste de Santa Catarina, nos municípios de Caibi, Nova Itaberaba, Caxambu do Sul e Seara.

Alerta para incêndios

Nesta semana, a Defesa Civil havia emitido um alerta sobre o alto risco de queimadas no Oeste e Extremo Oeste de Santa Catarina, principalmente nesta terça-feira (24) e quarta-feira (25). Como a umidade deve ficar abaixo de 30% nessas regiões, o risco de incêndio sobe para muito alto.

O longo período de estiagem, a vegetação seca, os ventos fortes e a baixa umidade do ar facilitam a propagação de incêndios e dificultam o combate às chamas. O número de ocorrências registradas na região já é 57% maior em relação ao mesmo período do ano passado. O Corpo de Bombeiros alerta para o período de risco e pede que a população evite qualquer tipo de fogo em vegetação, pois ele foge de controle rapidamente com os ventos fortes.

Cuidados

  • Não iniciar queimadas, principalmente próximo a áreas de vegetação;
  • Não queimar lixo, terrenos ou pastagens;
  • Não jogar bitucas de cigarro na mata, nas ruas ou em beira de estradas;
  • Não deixar garrafas de vidro em áreas de vegetação (o sol faz o efeito lupa e pode iniciar um incêndio);
  • Ao fazer trilhas evite acender fogueiras, fogareiros e demais opções que possam propagar fogo na vegetação.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...