Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
A estiagem no RS e SC se agrava rapidamente
O Governo de Santa Catarina criou o gabinete de crise para enfrentamento da situação, até o momento R$ 76,6 milhões já foram investidos.
ND e Redação
por  ND e Redação
23/11/2020 07:32 – atualizado há 23 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Santa Catarina vive o mais crítico período de estiagem em 15 anos. O volume de chuvas tem sido registrado abaixo da média histórica, principalmente na região do Grande Oeste do Estado. A situação não é muito diferente no Alto Uruguai Gaúcho, onde também a agricultura e a pecuária sofrem com a falta de chuva.

Um boletim hídrico da Sema (Secretaria Executiva do Meio Ambiente) e da SDE (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico), publicado na última semana, informa que dos 295 municípios catarinenses, mais da metade sofrem com a estiagem. Do total, 83 estão em estado de atenção, 28 em alerta e 25 em estado crítico. Apenas 143 permanecem em condição de normalidade.

Lago da Hidrelétrica de Itá, em Mariano Moro-RS

No Alto Uruguai Gaúcho vários municípios já decretaram situação de emergência, mas não se ouve manifestações do governo do RS com ações voltadas para amenizar o problema. O lago da Hidrelétrica de Itá, formado pelo Rio Uruguai, que divide os dois estados, mostra a gravidade da situação gerada pela seca nos dois estados. Imagens do lago feitas neste final de semana mostra o quanto baixou o nível da água.

O Governo de Santa Catarina destinou, até o momento, R$ 76,6 milhões para apoiar os atingidos pela estiagem. No começo do mês de novembro, a governadora interina Daniela Reinehr criou o gabinete de crise para enfrentamento da estiagem. A equipe designada para conduzir os trabalhos é composta pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, IMA (Instituto do Meio Ambiente), Sema, SDE, Defesa Civil e Epagri.

Apoio e fomento

A Secretaria da Agricultura mantém diversos programas de apoio e fomento direcionado ao atendimento, principalmente, dos produtores rurais impactados pela seca. A prioridade é fomentar a elaboração e execução de projetos para ampliar a captação e o armazenamento de água, entre outras ações emergenciais para combater a estiagem.

“Estamos emitindo laudos para prorrogação de dívidas dos produtores e realizando perícias em lavouras financiadas para a obtenção do Seguro Agrícola. Vamos trabalhar incansavelmente para assistir os agricultores atingidos”, declara o secretário Ricardo de Gouvêa.

A Defesa Civil de Santa Catarina elaborou um plano de ação com o objetivo de acelerar o fornecimento de itens de apoio. Até o momento já foram entregues 180 reservatórios de 5 mil e 10 mil litros, garantindo mais capacidade de armazenamento nas comunidades. Essa ação representa o investimento de pelo menos R$ 275 mil. Com o apoio do Governo Federal, foram disponibilizados recursos para a compra de óleo diesel para os veículos que transportam água e cestas básicas.

A Secretaria Executiva do Meio Ambiente, integrada à SDE, agiliza a liberação de outorgas para perfuração de poços artesianos e divulga quinzenalmente boletins hidrometeorológicos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...