Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Política
Não encontrou o título de eleitor? E agora?
Saiba quais são os documentos aceitos pela Justiça Eleitoral
CNN Brasil
por  CNN Brasil
14/11/2020 22:15 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade

Se você perdeu o título de eleitor ou não se lembra onde colocou desde a última eleição, não se preocupe. É possível exercer o direito ao voto com qualquer documento oficial de identificação com foto, desde que sua situação eleitoral esteja regularizada.

De acordo com a Justiça Eleitoral, serão aceitos:

- carteira de identidade (RG);

- passaporte;

- carteira de categoria profissional reconhecida por lei;

- certificado de reservista;

- carteira de trabalho;

- carteira nacional de habilitação (CNH).

Não são aceitas certidões de nascimento ou casamento.

Se você tem o cadastramento biométrico, ainda é possível votar usando o e-Título, o título de eleitor digital. Para consegui-lo, é só baixar o aplicativo (disponível para Android e iOS).

Para fazer o cadastro, você precisa inserir seu número do título eleitoral ou CPF, além de dados pessoais. O aplicativo ainda permite consultar sua situação eleitoral, ver qual é o seu local e zona de votação, justificar ausências, entre outros serviços.

Quem ainda não tem o cadastro biométrico, pode levar o aplicativo, mas deve apresentar também um documento com foto.

Se você sabe sua zona e local de votação, não tem problema. Se não sabe, pode consultar no site do TRE do seu estado ou pelo aplicativo e-título.

No dia da votação, é só levar um documento oficial com foto. O prazo para emitir a segunda via do documento era de até 10 dias antes do primeiro turno das eleições.

O reinício dos serviços eleitorais será no dia 9 de dezembro. Depois dessa data, será possível pedir uma nova via do título no cartório eleitoral da sua cidade.

Para isso, é preciso levar um documento de identificação com nome, filiação, data de nascimento e nacionalidade; um comprovante de residência emitido nos últimos três meses; e, para pessoas do sexo masculino, um documento que comprove a quitação com o serviço militar.

Outros itens

Na eleição de 2020, além do documento com foto, será obrigatório o uso de máscara facial. Além disso, os tribunais regionais pedem para que os eleitores levem as próprias canetas para assinarem o livro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...