Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Aplicativo pode ser baixado para Android e iOS | Foto: Ricardo Giusti
Política
Rio Grande do Sul tem segunda menor adesão ao e-Título no país
Tribunal Regional Eleitoral alerta para as vantagens do aplicativo no momento da eleição.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
06/11/2020 22:24 – atualizado há 2 minutos
Continua depois da publicidadePublicidade

O Rio Grande do Sul tem a segunda menor adesão ao aplicativo e-Título no país, ficando atrás apenas do Pará. A escala leva em consideração o percentual entre eleitores e os cadastros. Até o momento, cerca de 120 mil eleitores, entre os 8,4 milhões aptos a votar neste pleito, baixaram o aplicativo.

Segundo o secretário de Tecnologia da Informação do TRE-RS, Daniel Wobeto, pelo e-Título os eleitores podem acessar o local de votação e verificar se houve algum tipo de mudança. Isso porque neste ano, no Rio Grande do Sul, houve adequações nas seções de votação. “Se o eleitor chegar no dia da eleição sem ter essa confirmação, ele acabará tendo que interagir com pessoas, o que não é aconselhável”, cita. Essa é uma informação inclusive que gera, em todas as eleições, uma demanda grande. Em 2018, foram 20 mil ligações de eleitores confirmando o local de votação.

Outra vantagem do e-Título é que quem não estiver no seu domicílio eleitoral poderá fazer a justificativa pelo próprio aplicativo, evitando assim a necessidade de deslocamento até um local de votação para fazê-lo.

Além disso, há outro benefício. Com o aplicativo no celular, os eleitores receberão informações relevantes. Ele cita o caso, por exemplo, da revisão do eleitorado da Capital, que será realizado em 2021. “Até para a pessoa saber se ela precisará fazer e como deve proceder. É um canal de relacionamento”, ressalta.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...