Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Auonline
Política
Em Frederico Westphalen candidatos não podem entrar nas casas para fazer campanha
Contato com eleitor só pode ser realizado nas calçadas e de acordo com orientações do distanciamento social
Correio do Povo
por  Correio do Povo
04/11/2020 17:44 – atualizado há 34 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Os candidatos a cargos eletivos da eleição municipal deste ano em Frederico Westphalen estão proibidos de entrar nas casas dos eleitores. A decisão foi tomada durante reunião na manhã desta quarta-feira no Ministério Público local, convocada pelo promotor eleitoral João Pedro Togni e que teve a presença os presidentes dos partidos, candidatos e integrantes dos comitês de campanha.

Segundo o promotor, as visitas podem ser feitas, mas os candidatos e demais pessoas envolvidas no pleito, ao conversarem com os eleitores deverão permanecer nas calçadas e respeitar as orientações da área de saúde, quanto ao uso de máscaras e álcool gel, além do distanciamento social.

Segundo o promotor João Pedro Togni, é fundamental que todos os protocolos sanitários sejam respeitados. “Não estamos aqui para impedir que seja realizada a campanha eleitoral, mas é fundamental que os candidatos deem o exemplo e, além disso, procurem orientar os cidadãos em relação aos cuidados para evitar a disseminação do coronavírus”, observa.

Outra decisão tomada na reunião é que não serão realizadas carreatas no município, como normalmente ocorria em pleitos anteriores, evitando o acirramento da campanha em sua reta final.

Equipes da área da saúde local informaram que receberam denúncias em relação a candidatos entrarem nas residências sem a utilização de máscaras. A preocupação cresce, pois nos últimos dias aumentou o número de casos positivos de Covid-19 no município. Outra preocupação pé que, normalmente, no horário de expediente de trabalho, quem permanece em casa são pessoas idosos, que pertencem ao grupo de risco.

A enfermeira Júlia Moura que trabalha na Unidade de Saúde Ayres Cerutti, específica para atendimento de casos de Covid-19 nos dias foram registrados mais de 50 novos casos da doença, colocando em alerta o setor de saúde, que teme uma segunda onda do vírus. Júlia informou que a unidade de saúde recebeu, nos últimos dias, denúncias registrando casos de aglomerações de pessoas, sem uso de máscaras, relacionadas à campanha eleitoral. “É notório que é o momento dos candidatos mostrarem bom senso e responsabilidade para com a população”, afirma.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...