Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Agro
Cooperalfa comemora hoje 53 anos de existência
Mais de 70% da base associativa da cooperativa é de agricultores familiares.
Fecoagro/SC
por  Fecoagro/SC
29/10/2020 06:32 – atualizado há 14 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A Cooperativa Agroindustrial Alfa, que tem sede em Chapecó, considerada a maior cooperativa singular do estado, em faturamento e em número de associados, completa hoje, 53 anos de existência.

Fundada em 1967 em Chapecó, por 39 agricultores com o objetivo de promover o desenvolvimento econômico através da cooperação, a Cooperalfa construiu uma trajetória que demonstra a força da união em prol de um objetivo comum. Mais de 70% da base associativa da cooperativa é de agricultores familiares.

Acreditando que cooperar é evoluir, a Cooperalfa desenvolve um primoroso trabalho de desenvolvimento técnico, social e econômico com seus associados, colaboradores e comunidades de seu entorno.

Raízes fortes em uma região com vocação para a produção de alimentos proporcionaram à Cooperalfa a base necessária para solidificar-se e buscar a expansão. Através de fusões e incorporações a Alfa levou sua experiência para outras regiões. Atuando em um setor estratégico para a economia nacional, a Cooperalfa promove suas atividades visando à sustentabilidade futura. A equipe técnica busca e dissemina informações que promovem uma agricultura e pecuária com equilíbrio humano, animal, ambiental e produtivo. São mais de 200 técnicos, engenheiros agrônomos e veterinários trabalhando diretamente com os associados.

A empresa tem grande contribuição no desenvolvimento da região e da economia local. Atualmente, são 20.500 mil famílias associadas e 3.450 mil funcionários que atuam com plantação de milho, soja, trigo e feijão, além da produção de suínos, aves e leite, que é destinada à Aurora Alimentos. A cooperativa conta ainda com indústrias processadoras de grãos e de rações animais, dois postos de combustíveis, rede de supermercados, lojas agropecuárias e silos graneleiros. Em 2020, a receita bruta de todas as atividades deve se aproximar de R$ 5 bilhões.

Com estratégia de crescimento e credibilidade junto a seus cooperados de SC, PR, RS e MS, a cooperativa prospecta obter 35% de incremento em seu volume de receitas em 2020, frente aos R$ 3,7 bi de 2019.

Assim como os demais atores econômicos que têm interface com o agro, parte desse crescimento se deve à escalada cambial e ao incremento de preços de produtos e mercadorias ligados ao universo agropecuário. Outro tanto, conforme constata o gerente de Controlaria e TI da Cooperalfa, Gilberto Fontana, se deve à estratégia adotada pela diretoria no incremento dos negócios ligados ao fornecimento de insumos, sementes, ”bem como, ao acréscimo de volume de cereais recebidos, ampliação dos volumes industrializados, e maior participação no aquecido mercado de consumo”.

O gerente percebe que, mesmo com adversidades, particularmente a Covid-19, a Cooperalfa tomou os cuidados possíveis, engajou seus times de vendas, mudou a estratégia de divulgação, preencheu espaços e “tem melhorado a gestão logística e das equipes internas, além de manter os investimentos e controlar gastos”.

Para Fontana, junto com o agricultor, fica o desafio de encarar o último bimestre de 2020 e primeiros meses de 2021, com previsões climáticas que sugere certa preocupação, tendo em vista a confirmação do fenômeno La Ñina na região do Sul e, por isso, tendência de menos chuvas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...