Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia
Gigantes do varejo estão entre as empresas interessadas na aquisição dos Correios
"Já temos cinco players interessados, entre eles Magalu, Amazon, DHL e FedEx", adiantou o ministro, ressaltando que os Correios é uma empresa saudável.
UOL
por  UOL
17/09/2020 10:31 – atualizado há 46 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O ministro das Comunicações Fábio Faria afirmou em uma live que o governo quer, em breve, privatizar os Correios e que gigantes do varejo, como a Magazine Luiza, já demonstraram interesse na aquisição da Estatal. "Não teremos um processo de privatização vazio. Já temos cinco players interessados, entre eles Magalu, Amazon, DHL e FedEx", adiantou o ministro, ressaltando que os Correios é uma empresa saudável.

Questionado sobre as diretrizes e a composição acionária de um Correios privatizado, Faria disse que as questões serão discutidas mais tarde. "Vai ser decidido no Congresso. Por exemplo: quem comprar [a Estatal] vai precisar continuar entregando em Macapá, Santarém... Vai ter essa obrigação?" 

Crítica aos Correios 

O ministro também criticou a greve dos Correios e afirmou que, sendo um serviço "universal e essencial", a Estatal não deveria parar. "Se a empresa fosse privada, não tinha esse problema. Não é com greve que você consegue aumento". Os funcionários dos Correios paralisaram as atividades em protesto contra a privatização da Estatal e pela manutenção de benefícios trabalhistas.

"Nós iremos privatizar os Correios, está na 'ordem do dia'. Eu vou conversar pessoalmente com os parlamentares e líderes do Congresso", afirmou Faria. "Estamos vivendo num momento em que todos precisam dar o seu melhor, não pode paralisar um serviço que entrega em todo lugar, inclusive equipamentos de higienização que ajudam no combate ao Covid-19". 

Sobre os atuais funcionários dos Correios, o ministro afirmou: "Quem for bom, vai continuar".

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...