Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Santa Catarina
SC recebe kits de medicamentos para intubação adquiridos pelo Ministério da Saúde
Os medicamentos entregues fazem parte do kit intubação e devem suprir o quantitativo das unidades pelo período de dez a quinze dias. 
ClicRDC
por  ClicRDC
19/07/2020 20:40 – atualizado há 15 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O Governo de Santa Catarina recebeu, no sábado (18), medicamentos que são utilizados para intubação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Os materiais foram adquiridos pelo Ministério da Saúde, no Uruguai, e foram transportados para Santa Catarina e Rio Grande do Sul através de uma operação que envolveu o Exército Brasileiro.

A logística da Operação, feita pelas Forças Armadas, recebeu destaque através de uma publicação nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro, feita na manhã de domingo (19). O Governo de Santa Catarina informou que os medicamentos foram recebidos em Florianópolis mas serão distribuídos em unidades hospitalares do Estado.

“Há mais de uma semana muitos hospitais do RS e de SC estavam sem analgésicos e sedativos, extremamente necessários quando se usam os respiradores. O General Pazuello, Min. interino da Saúde, entrou em negociação com o governo do Uruguai e resolveu rapidamente o problema.”, afirmou o presidente através do Twitter.
Foto: Reprodução/Secom SC

Os medicamentos entregues fazem parte do kit intubação e devem suprir o quantitativo das unidades pelo período de dez a quinze dias. 

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, o MS entendeu a necessidade de uma compra centralizada para atender os estados da Federação. “A Secretaria da Saúde (SES), por meio do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), segue planejando ações de enfrentamento à pandemia e ampliando leitos em todo o Estado”, destaca.

Além disso, para contingenciar e controlar os estoques de fármacos, como bloqueadores neuromusculares, no dia 23 de junho a SES suspendeu as cirurgias eletivas que necessitam de anestesia geral.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...