Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Educação
Retorno às aulas deve ser adiado para a metade de julho
Confirmação deve ocorrer durante a semana
Rádio Guaíba
por  Rádio Guaíba
22/06/2020 21:52 – atualizado há 41 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A alta recente nas internações pela Covid-19 no Rio Grande do Sul vai afetar a volta às aulas presenciais, de acordo com o governador Eduardo Leite. Na live da tarde desta segunda-feira, ele projetou o retorno para a segunda quinzena de julho, e não mais o próximo dia 1º, como havia sido inicialmente programado. A confirmação deve ocorrer durante a semana.

“Nós tínhamos uma expectativa de ter um retorno, de alguma etapa de ensino, para 1º de julho, mas dadas as condições que estamos verificando, ainda não é uma decisão tomada, o que torna difícil haver um retorno em 1º de julho de qualquer etapa de ensino para além daquilo que tínhamos de liberação na educação”, afirmou ele.

Além da alta nas internações, a primeira semana de julho é, historicamente, de estresse para a rede de saúde estadual em função do inverno. As aulas presenciais foram suspensas nas redes pública e privada ainda em março.

“Estamos analisando alguns dados e revisando alguns protocolos, mas a expectativa acaba pela situação específica. Trabalhamos com o retorno para a segunda quinzena de julho para a etapa de educação. Estamos analisando as internações e, ao longo dessa semana, vamos anunciar de que forma identificamos a possibilidade do retorno presencial em algumas etapas de ensino”, completou.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...