Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Santa Catarina
Aviões particulares fazem entrega de 1,5 tonelada de máscaras, remédios e testes para oito cidades de SC
Sócios do Aeroclube de Santa Catarina são voluntários na ação para atender rede de saúde pública
NSCTotal
por  NSCTotal
08/04/2020 13:12 – atualizado há 42 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Por volta do meio dia desta quarta-feira partiu o primeiro avião do Aeroclube de Santa Catarina, em São José, com destino ao aeroporto Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó, onde deve chegar às 12h50. Ele transporta testes de Covid-19, luvas, máscaras, remédios, numa ação voluntária do Aeroclube de Santa Catarina, em apoio à secretaria de Saúde do Estado.

Aeroclube de SC

Serão 10 a 14 aeronaves particulares que vão transportar 1,5 toneladas de Equipamentos de Proteção Individual e medicamentos, incluindo cloroquina, para o sistema de Saúde do Estado. Os produtos foram fornecidos pelo estado.

Além de Chapecó, a cada meia hora partem voos para atender as cidades de Xanxerê, Concórdia, Joaçaba, Videira e Rio do Sul, Mafra e Jaraguá do Sul. A expectativa é de fazer todos os transportes até quinta-feira.

- É uma missão voluntária do Aeroclube de Santa Catarina para auxiliar o estado a atender com equipamentos e remédios cidades que não tem voos regulares e que ficam distantes de Florianópolis. São pilotos particulares que estão bancando os custos da operação como uma forma de solidariedade neste momento – afirmou o diretor técnico do Aeroclube de Santa Catarina, Marcelo Dauer.

A ação é muito importante para agilizar a entrega destes itens que são escassos no momento.

Aeroclube de SC

Ele afirmou que no início da pandemia, os sócios do aeroclube ser reuniram e resolveram oferecer auxílio ao Governo do Estado, para atender demandas urgentes. Desde então foram realizadas várias missões, uma delas para buscar máscaras de oxigênio no Rio Grande do Sul, para o Hospital de São José, além de levar respiradores para o Hospital de Joinville.

Com a suspensão dos voos a região de Chapecó, por exemplo, fico sem voos regulares por uma semana. Somente na segunda-feira foi retomado um voo para São Paulo, que também ocorre nas quintas e sextas-feiras. Mas não há ligação direta com Florianópolis, que fica a 550 quilômetros da cidade oestina.

Somente Chapecó estava aguardando 400 testes do Covid nesta semana, sendo 200 para o Hospital Regional do Oeste, 100 para a Unidade de Pronto Atendimento e 100 para o Pronto Atendimento da Efapi. Inicialmente esses testes são prioritariamente para os profissionais da saúde.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...