Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Economia
Por causa do coronavírus, habilitação de novos frigoríficos para exportação à China estão suspensas
China é o maior comprador de carne bovina, suína e de frango do Brasil.
Oeste Mais
por  Oeste Mais
31/03/2020 14:49 – atualizado há 17 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A China não aprovou nenhum novo frigorífico brasileiro para exportação neste ano devido à epidemia de coronavírus e todas as habilitações estão suspensas até um alívio na crise de saúde pública, de acordo com o secretário de Assuntos Internacionais do Ministério da Agricultura, Orlando Leite Ribeiro.

A paralisação ocorre mesmo após os governos do Brasil e da China terem chegado a um acordo em janeiro sobre um novo sistema que visa acelerar as aprovações. Segundo Ribeiro, o ministério tentou entrar em contato com representantes chineses no início deste ano sobre o início da implantação do sistema, mas naquela época, com o coronavírus surgindo, a Administração Geral das Alfândegas da China (GACC) não estava funcionando normalmente.

E, agora que o Brasil foi atingido pela epidemia, muitos funcionários públicos estão trabalhando em regime de "home office" para evitar a disseminação do vírus, o que os impede de realizar as reuniões necessárias para obter novas aprovações de plantas, disse o ministro.

"O que está acontecendo é um descasamento temporário. A China foi afetada primeiro pelo Covid-19 e agora, quando a China começou a voltar ao normal, o Brasil foi afetado pelo coronavírus", disse Ribeiro na noite desta segunda-feira, dia 30.

A China é o maior comprador de carne bovina, suína e de frango do Brasil.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...