Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Reprodução/Youtube
Mundo
Após pior dia desde o começo da pandemia no país, Italiano conta o drama de conviver com o coronavírus
A Itália é o país com mais mortes por coronavírus, no mundo até agora. O que o Brasil pode aprender com a experiência italiana ? Veja a entrevista do italiano Davide Vitaloni.
Redação
por  Redação
28/03/2020 10:50 – atualizado há 2 minutos
Continua depois da publicidadePublicidade

Na Itália o coronavírus já matou quase 9.123 mil pessoas, em números atualizados nesta sexta (27). Ao menos 86.498 pessoas contraíram o vírus, 26 mil estão hospitalizados, 3.800 estão em UTIs e 36.700 em isolamento domiciliar.

Após anúncio do Ministério da Saúde da Itália, de que o país viveu seu pior dia depois que começou a pandemia do coronavírus, com ao menos 969 mortes na última quinta-feira(26), Márcio Mocellin, do AUonline, ouviu o empresário da indústria italiana, Davide Vitaloni, de 53 anos. 

Em um depoimento forte, o empresário que vive confinado com a esposa, três filhos e outros familiares na cidade de Castelleone, na província de Cremona, conta onde os italianos erraram no início da pandemia. Davide fala do drama que é conviver com a morte na porta de casa e faz recomendações aos brasileiros.

O pico da expansão da pandemia de coronavírus na Itália havia sido no sábado(21), quando 793 pessoas morreram. Depois de dois dias de quedas, no entanto, o número de contaminados e mortos voltou a aumentar.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...