Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Criança de cinco anos está entre os novos casos confirmados de Coronavírus no estado do RS
Até as 21h desta sexta-feira (20), o Estado contabilizava 56 casos confirmados.
GZH
por  GZH
20/03/2020 22:50 – atualizado há 54 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A Secretaria Estadual de Saúde disse, nesta sexta-feira (20), que 12 novos casos de coronavírus foram registrados.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, afirmou que o Estado entrou em situação de transmissão comunitária de coronavírus. Esse cenário ocorre quando não é possível identificar a origem da contaminação de uma pessoa. Minutos depois, o governo federal declarou que esse tipo de transmissão acontece em todo o território nacional.

Até as 21h desta sexta-feira (20), o Estado contabilizava 56 casos confirmados. Entre os novos pacientes está uma menina de cinco anos de idade, em Porto Alegre.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), essa criança tem histórico de viagem a São Paulo e está cumprindo isolamento domiciliar neste momento. Como a menina foi atendida na rede particular de saúde, a prefeitura não tem, até o momento, mais detalhes sobre o histórico dela.

Os novos casos são:

  • Mulher, Charqueadas, 31 anos
  • Menina, Porto Alegre, 5 anos 
  • Homem, Porto Alegre, 41 anos
  • Homem, São Leopoldo, 61 anos
  • Homem, Taquara, 80 anos 
  • Homem, Dois Irmãos, 39 anos
  • Mulher, Eldorado do Sul, 54 anos
  • Homem, Canoas, 22 anos 
  • Homem, Porto Alegre, 34 anos
  • Homem, Alvorada, 44 anos
  • Homem, Torres, 41 anos
  • Homem, Canoas, 40 anos 

Ao justificar a classificação de transmissão comunitária, Leite destacou que o número de pacientes com a covid-19 aumentou no Estado e o fato de municípios gaúchos registrarem casos de transmissão local.

Ao justificar a classificação de transmissão comunitária, Leite destacou que o número de pacientes com a covid-19 aumentou no Estado e o fato de municípios gaúchos registrarem casos de transmissão local.

— Essa condição foi discutida no COE, que é o Centro de Operações de Emergência, com a nossa equipe técnica, com as diversas autoridades de saúde, que compõem nosso centro de operações de emergência. Daí em diante, se altera o foco da nossa vigilância em saúde no Rio Grande do Sul, focando na investigação e na atuação sobre os casos de síndromes respiratórias agudas — explicou Leite.

O governador também afirmou que a mudança de situação também terá impacto nas restrições à população no Estado. O chefe do Executivo gaúcho informou que medida que trata sobre a restrição de todas as praias do litoral do Estado e das águas internas (rios, lagos, lagoas etc.) será publicada via decreto.

— Não poderão ser utilizadas porque não é veraneio. Não é férias. É quarentena e restrição por restringir o contato entre as pessoas — pontuou.

Entenda a diferença nos tipos de transmissão

Caso importado: pessoas que voltaram de viagem no Exterior já com os sintomas de coronavírus ou desenvolveram a doença no local atual dentro do prazo de incubação do vírus (14 dias)

Transmissão local: acontece quando alguém que se contaminou com o vírus no Exterior transmite o vírus para outra pessoa que não viajou. Até então, eram registrados apenas casos importados.

Transmissão comunitária:
quando se torna impossível identificar a origem da contaminação de uma pessoa naquela cidade.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE