Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Especialistas fazem alerta sobre o uso do Ibuprofeno para tratar sintomas do coronavírus
Pesquisas com anti-inflamatórios levam médicos a descartarem a medicação e indicarem paracetamol e outros anti-térmicos.
GZH
por  GZH
16/03/2020 22:57 – atualizado há 3 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Um estudo publicado na revista científica Lancet despertou o alerta de que medicamentos como ibuprofeno não devem ser utilizados em pacientes com suspeita de coronavírus. Segundo especialistas, os anti-inflamatórios aumentam a quantidade de um receptor químico nas células que facilita a entrada do vírus em nosso organismo. O remédio mais indicado para combater os sintomas da covid-19 é o paracetamol.

— Não existe ainda um estudo controlado específico para isso, com conclusões definitivas. Mas tem uma observação de que o mecanismo pelo qual o vírus age nas células do organismo pode ser facilitado pela ação do ibuprofeno. Então, o uso de ibuprofeno poderia piorar a infecção. Até que sejam feitos maiores esclarecimentos, a tendência que tenho visto em recomendações é que não se receite ibuprofeno — explica a médica infectologista do Hospital São Lucas da PUCRS, Marina Rodrigues.

O médico Luciano Goldani, professor titular da UFRGS e infectologista do Hospital de Clínicas, vai além na análise do estudo. Ele diz que o receptor químico potencializado por anti-inflamatórios é a Enzima Conversora de Angiotensina (ECA 2), didaticamente apelidada por ele de "fechadura química", pelo efeito de permitir e facilitar a entrada do vírus, neste caso, nas células.

Goldani conta que remédios para problemas cardíacos e de diabetes tem o mesmo efeito, e por isso pessoas com esses problemas são colocadas no grupo de riscos da pandemia.

— Os estudos mostraram que o ibuprofeno aumenta as “fechaduras químicas” pelas quais o coronavírus entra. Aumentar e melhorar os receptores pode facilitar a entrada de mais vírus e o aumento de sintomas ao invés de diminuição. Por isso não recomendamos o uso de anti-inflamatórios, mas sim do anti-térmico — detalha, aconselhando o tratamento com paracetamol.

Os anti-térmicos atuam apenas no controle da temperatura do corpo e têm efeito analgésico, diminuindo a dor. Sendo assim, os medicamentos com paracetamol são os mais indicados para pessoas com suspeita de coronavírus, segundo os especialistas consultados por GaúchaZH. Paracetamol e semelhantes controlam os incômodos sintomas da infecção ao paciente e permitem que o organismo se defenda do vírus.

O professor de epidemiologia da UFRGS e coordenador da gerência de risco do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Ricardo Kuchenbecker, ressalta que o alerta é necessário, mesmo antes que os estudos cheguem a uma conclusão definitiva.

— São necessários estudos mais aprofundados para a gente ter certeza em relação aos efeitos deste fármaco nessa situação. Porém, como os italianos, nós temos o costume de utilizar o ibuprofeno, também com crianças, porque combate febre e dor. Isto faz com que nós tenhamos que aconselhar outros medicamentos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE