Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Corpo de mulher é encontrado dentro de mala de viagem em Garopaba, no Sul de SC
Shaiane Rosa da Rocha tinha 25 anos, era de Viamão (RS) e tinha se mudado para Santa Catarina há 9 meses. Ex companheiro assumiu a autoria do crime.
NSCTotal
por  NSCTotal
10/03/2020 10:13 – atualizado há 10 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O corpo de uma mulher de 25 anos foi encontrado nessa segunda-feira (9) dentro de uma mala de viagem em Garopaba, no Sul catarinense. Shaiane Rosa da Rocha estava desaparecida desde 19 de fevereiro. O corpo dela foi encontrado pela polícia em um terreno baldio no bairro Pinguirito.

Reprodução, Diário Catarinense

Segundo a delegada Patricia Fronza Vieira, que comandou a investigação, o companheiro da vítima, de 21 anos, foi preso nessa segunda em Viamão (RS) e indicou o local onde o corpo estava. Ele foi trazido para Santa Catariana e confessou ter matado a mulher em interrogatório durante a noite, disse ainda a delegada. O homem está preso na Unidade Prisional Avançada de Imbituba e será indiciado por feminicídio.

O caso era investigado pela polícia desde o dia 25 de fevereiro, quando colegas de trabalho de Shaiane registraram um boletim de ocorrência informando o desaparecimento dela. A mulher trabalhava como auxiliar de cozinha em uma pizzaria no Centro de Garopaba.

Conforme a Polícia Civil, Shaiane teria sido morta pelo companheiro na madrugada de 19 de fevereiro na residência onde o casal vivia, no bairro Ambrósio. Os dois vieram de Viamão e moravam em Garopaba há nove meses.

Corpo foi encontrado dentro da mala em terreno baldio no bairro Pinguirito(Foto: Polícia Civil, Divulgação)

Durante o depoimento, o homem contou que, depois de matar a companheira, depositou o corpo dela em uma mala grande de viagem e o levou de bicicleta até o terreno baldio onde o deixou, contou a delegada Patricia Fronza Vieira.

Agora, a Polícia Civil vai apurar se o investigado recebeu auxílio de outra pessoa para ocultar o cadáver. A polícia também aguarda o laudo cadavérico sobre a causa da morte.

O corpo de Shaiane Rosa da Rocha foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Laguna, e ainda não foi liberado. A delegada informou que será necessário realizar exame de DNA para confirmar a identidade da vítima, já que o corpo estava em estado avançado de decomposição.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE