Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Criança de seis anos é atingida por bala perdida em escola de Caxias do Sul
Menina está internada no Hospital Geral da cidade. O projetil ficou alojado na panturrilha.
Pioneiro
por  Pioneiro
26/02/2020 21:51 – atualizado há 25 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Uma criança de seis anos foi atingida por uma bala perdida, na tarde desta quarta-feira, na Escola Municipal Basílio Tcacenco, localizada no bairro Montes Claros, em Caxias do Sul.

De acordo com a polícia, que investiga o caso, a menina estava brincando no pátio da escola no momento em que ocorria um tiroteio no lado de fora da Instituição. 

Bala perdida teria vindo de tiroteio que ocorria no lado de fora da escola | Foto: Ícaro de Campos / Divulgação / CP

Pertinho da menina, estava o irmão mais velho, de 9 anos, que estuda no 3º ano. Quando viu que a irmã havia sido atingida, ele correu até ela, a pegou e levou para dentro do prédio, para onde os outros alunos buscavam esconderijo. As professoras a colocaram em uma sala, acionaram a responsável pela menina, que chegou minutos depois. 

Em seguida, chegaram a Guarda Municipal, a Brigada Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que prestou o primeiro atendimento e a levou ao Hospital Pompéia. Dali, foi transferida ao Hospital Geral, onde permanece internada. O projetil ficou alojado na panturrilha. Segundo a família, a equipe médica ainda vai avaliar e decidir se retirará ou não o projetil.

– Foi bem assustador. Me desesperei. Imagina, minha única filha menina. Foi um choque. Nunca esperava isso. A filha está na escola, daí, chegar a notícia que ela levou um tiro... é a pior coisa do mundo – disse a mãe da menina.

Passado o susto, a menina disse à madrinha e a mãe que estava preocupada porque tinha furado as calças. A mãe conta que a filha é muito estudiosa e quer ser médica quando crescer.

Os familiares relataram que outros tiros acertaram o muro da escola, mas a menina foi a única atingida. 

Segundo informações extraoficiais de moradores, o alvo dos disparos seria um homem que estaria sentado em frente à escola. Os envolvidos no tiroteio fugiram do local.

O secretário municipal de Segurança Pública, Hernest Larrat dos Santos Júnior, reuniu-se nesta tarde com equipe da Guarda Municipal para dar encaminhamentos referentes ao caso. De acordo com ele, como os disparos partiram de uma área pública, o assunto será tratado neste momento pela Pasta.

De acordo com ele, a informação que se tem até o momento é de que teria ocorrido um desentendimento entre moradores da comunidade que acabaram deslocando-se para uma área verde em frente à escola. Um total de 12 cápsulas foram recuperadas no local, sendo, a princípio, a estudante a única atingida.

– Esses confrontos normalmente ocorrem muito rápido, não chegam a durar 30 segundos. Tivemos a informação de que, ao ver a movimentação, as crianças foram em direção à grade da escola. Vamos intensificar a patrulha escolar e também promover mais ações, como palestras educativas, trabalhando mais efetivamente nas escolas e envolvendo as crianças para que, quando ouvirem disparos, se abaixarem – afirmou o secretário.

Em 29 de março de 2018, duas meninas de seis anos, alunas da Escola Municipal Luciano Corsetti, no bairro Kaiser, foram baleadas quando saíam do estabelecimento no final da tarde. Uma delas foi atingida de raspão na cabeça e a outra no abdome. Ambas sobreviveram.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE