Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
STR / AFP
Exame de contraprova dá positivo e está confirmado o primeiro caso de coronavírus no Brasil
Ministério da Saúde fala nesse momento em live transmitida pelo facebook sobre o assunto e as medidas a serem tomadas. Veja
GZH
por  GZH
26/02/2020 10:49 – atualizado há 23 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

De acordo com informações de GZH, o exame de contraprova conduzido pelo Instituto Adolfo Lutz confirmou o primeiro teste positivo do homem de 61 anos, de São Paulo, segundo fontes do governo. O paciente, que esteve na Itália entre os dias 9 e 21 de fevereiro, reside na capital paulista e procurou o Hospital Albert Einstein na segunda-feira (24), depois de retornar da região da Lombardia, onde esteve a trabalho, sozinho. Trata-se do primeiro caso de coronavírus confirmado no Brasil.

Enfermeiro em ação na unidade de tratamento intensivo de um hospital de Wuhan, epicentro do coronavírus na China

O primeiro exame do paciente foi realizado no Albert Einstein. Ele apresentou sinais e sintomas compatíveis com a suspeita de doença provocada pela infecção por coronavírus, como febre, tosse seca, dor de garganta e coriza. Conforme informou o Ministério da Saúde na terça-feira (25), o paciente estava bem, com sinais brandos da infecção, e recebeu as orientações de precaução padrão.

A verificação do vírus ocorre no momento do primeiro atendimento. Diante de um caso suspeito, o médico já é orientado a fazer uma coleta de amostra das narinas e da cavidade bucal do paciente. O exame é realizado pelo hospital que atendeu o caso suspeito e encaminhado ao laboratório de saúde do município onde houve o registro.

O resultado positivo em São Paulo, na terça, ocorreu no mesmo dia em que o coronavírus foi confirmado em mais sete países, para além do Brasil: Áustria, Suíça, Croácia, Iraque, Afeganistão, Omã e Argélia.

A Itália, onde o paciente investigado em São Paulo esteve, é o epicentro do coronavírus na Europa.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE