Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ministro Sérgio Moro vai ao Ceará acompanhar crise na segurança nesta segunda-feira
Ao lado do ministro da Defesa e do advogado-geral da União, ele se reunirá com autoridades para buscar soluções à paralisação de policiais militares.
Rádio Guaiba
por  Rádio Guaiba
24/02/2020 10:44 – atualizado há 28 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, vai nesta segunda-feira (24) a Fortaleza, no Ceará. Ao lado do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e do advogado-geral da União, André Luiz Mendonça, ele acompanhará a Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em curso no estado por determinação do presidente Jair Bolsonaro.


O estado enfrenta uma onda de violência desde que os policiais militares entraram em greve por falta de acordo com o governo do estado quanto à reestruturação salarial dos servidores. Os protestos começaram na terça-feira (18) e culminaram com o senador Cid Gomes (PDT-CE) baleado na quarta-feira (19), ao tentar negociar a liberação da entrada de um batalhão em Sobral.

Foram registrados de quarta-feira até esse domingo (23) 122 assassinatos no Ceará. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado informou que somente no sábado (22) foram 34 mortes.
Ao todo, 2,8 mil homens das Forças Armadas ocupam as ruas da capital e de algumas cidades do interior com o intuito de amenizar os efeitos da crise na segurança pública.

Agenda

Assim que chegarem a Fortaleza, os ministros participarão de uma apresentação no comando da 10ª Região Militar, sobre as atividades que estão sendo realizadas pelas Forças Armadas e pelos órgãos de Segurança Pública federais, estaduais e municipais. Logo após, a comitiva seguirá para o Palácio do Governo onde se reunirá com o governador Camilo Santana (PT).

Mesmo com o reforço policial do Exército e das Forças Nacionais no Ceará, pelo menos nove cidades cearenses cancelaram oficialmente as festas de Carnaval e vão destinar os recursos a outras ações de serviço público.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE