Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Jovem atendido pelo Case Passo Fundo é aprovado no curso de Direito
O estudante obteve uma bolsa integral pelo Programa Universidade para Todos (Prouni).
Assessoria Gov/RS
por  Assessoria Gov/RS
20/02/2020 23:12 – atualizado há 29 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

Entre os eixos da mudança trabalhados pela Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase) no processo de ressocialização de jovens e adolescentes atendidos está a educação. Desafiá-los a conquistar novos objetivos nesta área é uma realidade diária em todas as unidades.

Nesta semana, a equipe multidisciplinar do Centro de Atendimento Sócio-Educativo (Case) de Passo fundo recebeu a confirmação que um dos socioeducandos, que cumpre medida no Centro, conquistou uma vaga no curso de Direito em Passo Fundo, por meio da nota alcançada no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O estudante obteve uma bolsa integral pelo Programa Universidade para Todos (Prouni).

Ele havia abandonado os estudos e passou a frequentar a Escola Estadual de Ensino Médio Paulo Freire, localizada na unidade, assim que iniciou o cumprimento da medida. Mesmo antes de prestar a prova do Enem, já demonstrava interesse em atividades profissionalizantes e chegou a realizar o curso de ocupações administrativas, ministrado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee). “Quero deixar para trás os erros do passado, concluir os estudos e ajudar a minha família”, disse o jovem.

A família do adolescente também foi determinante para que o interesse pelos estudos se fortalecesse. “Fiquei muito feliz e sempre acreditei no meu filho. Sou grata à equipe técnica que auxiliou na orientação para o cumprimento da medida”, disse a mãe do jovem.

Analista em educação do Case Passo Fundo, Karin Lilian Schappo destaca que a conquista do estudante é resultado de um esforço coletivo. “Os adolescentes precisam saber que podem dar a volta por cima e escrever uma nova história. É nosso dever oferecer todas as condições para que eles possam voltar a sonhar”, destaca.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE